Traduzir

Pesquisar

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Copa do Mundo 2014: Os olhos do mundo voltados para o Brasil

Riselda Morais
        O Brasil versátil, o País do futebol terá seu time, entre as 32 seleções que disputarão a Copa do Mundo diante de milhões de torcedores do Brasil e do mundo, a partir do dia 12 de junho, no jogo de abertura, na Arena Corinthians, entre Brasil X Croácia.
 A bola começará a rolar no gramado às 17:00 h, dando início a corrida pelo título e pela artilharia do mundial. O objeto do desejo de todas as seleções, de todos os jogadores, a Taça FIFA é feita de ouro maciço 18 quilates, pesa 6,175 quilos e mede 36,8 centímetros de altura , pelas regras, só podem segurar esse troféu  campeões mundiais e chefes de Estado. A partir da abertura em São Paulo, as cidades Porto Alegre, Curitiba, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Fortaleza, Cuiabá, Recife, Manaus e Natal também sediarão os jogos da Copa durante os meses de junho e julho. 
Sob o comando do técnico Luiz Felipe Scolari, a seleção brasileira, formada por Goleiros: Jefferson (Botafogo), Julio César (Toronto F.C), Victor (Atlético-MG). Zagueiros: Dante (Bayern de Munique), David Luiz (Chelsea), Henrique (Napoli), Thiago Silva (Paris Saint-Germain). Laterais: Daniel Alves (Barcelona), Maicon (Roma), Marcelo (Real Madrid), Maxwell (PSG), Meio-campistas: Fernandinho (Manchester City), Hernanes (Inter de Milão), Luiz Gustavo (Wolfsburg), Oscar (Chelsea), Paulinho (Tottenham), Ramires (Chelsea), Willian (Chelsea). Atacantes: Bernard (Shakhtar), Fred (Fluminense), Hulk (Zenit), Jô (Atlético-MG), Neymar (Barcelona) estará fazendo a bola rolar nos gramados e nossos corações bater mais forte.
O futebol é o esporte mais admirado do planeta e a seleção brasileira poderá fazer o “Brasil Hexacampeão Mundial de Futebol em 2014” em casa e transformar este país em uma grande e feliz festa esportiva, comemorativa ou não, afinal, mesmo o Brasil tendo uma história de glórias também teve seus fracassos e frustrações na história das Copas do Mundo.  Pensar no “não” até me arrepia, pois se nossa seleção sair na primeira fase, muitos protesto se formarão e isto será péssimo para nós e para todos os visitantes. Prefiro pensar no “sim” e imaginar o país vestindo  verde e amarelo, as ruas pintadas, bandeiras tremulando, gritos da vitória do Hexa e os jogadores brasileiros tendo a felicidade de erguer a Taça, nos trazendo de volta a alegria que sentimos na Copa de 1994, quando o Bebeto “embalou” a Taça do Mundo como se fosse um bebê.
Os jogos da Copa do Mundo criam uma união entre a seleção e a nação. Todos os povos torcem pelo seu país, pelos seus jogadores e desta vez, que a Copa do Mundo será realizada em nosso território, em nosso País, em casa, vamos entrar no clima da Copa, vamos torcer para assistirmos a uma grande Copa e conquistar o Hexacampeonato. Vamos nos preparar para assistir a grandes ataques e lindas defesas, vamos acreditar e apoiar nossa seleção. Mas vamos lembrar que a competição é grande, que é uma Copa de grandes craques, que acumulam recordes e gols, com carreiras brilhantes e que agora lutam por grandes vitórias para conquistar o maior título da história do futebol.
Na primeira fase do Mundial, a Seleção Brasileira, cabeça de chave do grupo A, joga com Croácia, México e Camarões, se vitoriosos conheceremos seus adversários da segunda fase, que passemos pelas oitavas de final, quartas de final, semifinal e na final que se realizará no Rio de Janeiro possamos conquistar o tão sonhado Hexacampeonato Brasileiro.
Durante a Copa 2014, os olhos do mundo estarão voltados para o Brasil, é mais que uma festa esportiva entre 32 nações; ouviremos muitos gritos de vitória, entre muitos sorrisos de  felicidade; veremos muitos olhares brilharem de alegria e orgulho por cada vitória conquistada, enquanto em outros olhos, veremos lágrimas e tristezas pelas derrotas sofridas; veremos sonhos frustrados e sonhos realizados, pessoas amando, torcendo, vibrando pelo seu país.

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Metrô apresenta, em audiência pública, projeto metroferroviário da extensão da Linha 2 - Verde - Vila Prudente - Guarulhos

Saiba onde vão ser as estações, locais que sofrerão concessão ou desapropriação e detalhes técnicos do projeto.

Riselda Morais


Presidente do Metrô, Luiz Antonio de Carvalho Pacheco; Dep. Est. João Caramez; Secretario Estadual de Transportes Metropolitano, Jurandir Fernades; Dep. Est. José Zico Prado; Subprefeita Dilian Guimarães e Ver. Gilson Barreto.

Cerca de 150 moradores e comerciantes da região que sofrerão ação de concessão ou desapropriação participam da audiência, esclareceram dúvidas e mostraram insatisfação



            O Metrô realizou na segunda-feira (12), a partir das 19h30m, no auditório da Subprefeitura Aricanduva/Formosa/Carrão, em audiência pública com moradores e comerciantes locais, uma apresentação do projeto metroferroviario da Extensão da Linha 2 - Verde - Vila Prudente - Guarulhos, que prevê a construção das estações: Orfanato, Água Rasa, Anália Franco, Vila Formosa, Guilherme Giorgi, Nova Manchester, Aricanduva, Penha, Penha de França, Tiquarita, Paulo Freire, Ponte Grande e Dutra. 
O proponente da Audiência Pública, Deputado Estadual José Zico enfatizou a importância de trazer ao conhecimento dos moradores da região, o traçado da nova linha. “Antes de aprovar o Projeto de Lei que autoriza o Governador a pegar empréstimos, eu pedi que a gente pudesse conversar, para que a população de Vila Prudente até Guarulhos, pudesse entender e compreender, todo esse entrave que vai fazer e os benefícios que vai trazer para a nossa região”, declarou José Zico.
Para a Subprefeita Dilian Guimarães, obter as informações direto do Metrô pode evitar muitos mal entendidos em relação aos locais impactados, concessão e desapropriação de imóveis. “É importante ter a informação direto da fonte, esse trajeto que vai passar tão pertinho de nossas casas”, afirmou Dilian.
O Presidente da Comissão de Transportes, Deputado João Caramez, ressaltou a importância do Sistema Metroferroviário, Metrô e CPTM nesta cidade que tem 22 milhões de habitantes. “Essa Audiência Pública é um processo democrático, afinal de contas, tem um projeto, que vai precisar de nossa aprovação, para que o governador possa ter os recursos através de empréstimos para poder fazer essa obra grandiosa”, enfatizou Caramez.
Para o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, a cidade de São Paulo está vivendo um momento muito forte de mobilidade, ele lembrou que em 1996 os trens eram um aglomerado, onde jovens andavam pendurados como pingentes e como surfistas, o que resultou em 66 mortos. “A política adotada pela CPTM não foi crescer a malha, mas modernizar os 160,8 km que existia, o pingente e o surfista foi extinto, não se fala mais em mortos por causa de quedas e são transportados 3 milhões de passageiros por dia”, afirmou Jurandir e informou que “75% dos novos trens da CPTM tem ar condicionado, o Metrô tem ar em 52% e apenas 30% dos automóveis tem ar”.
  O presidente do Metrô, Luiz Antonio de Carvalho Pacheco falou da expansão do Metrô, “hoje a cidade tem 75,4 km de linha metroviária e pretende dobrar, dentro de 6 anos estará em funcionamento mais 73,3 km já contratados, entre eles as 4 linhas que estão em obras simultaneamente, 4, 5, 15 e 17 e a linha das Universidades - Brasilândia - Freguesia do Ó -  que vai passar pela Cidade Lider, cruzar o Anália Franco e cruzar a linha 2”, informou Pacheco e acrescentou que “a expectativa de que com a inauguração da Linha 4, o Metrô passe a transportar 9 milhões de passageiros”; também explicou de onde virão os recursos que serão usados na construção da Extensão da Linha 2 - Verde - Vila Prudente - Guarulhos. 
“O investimento total para essa linha é de R$ 9,5 bilhões, dos quais, R$ 5,5 bilhões virão do Tesouro do Estado, R$ 1,5 bilhão financiamento do BNDES e R$ 2,5 de recursos Federais”, informou Pacheco.
O Vereador Gilson Barreto enfatizou a importância da Audiência para deixar as pessoas mais tranquilas. “Temos duas preocupações aqui, aqueles que irão ser beneficiados e aqueles que irão ser desapropriados, para esse pessoal o maior problema é não saber o que vai acontecer, é importante que possam esclarecer dúvidas e ter um ponto de apoio para resolver as questões”, disse Gilson.
Técnicos do Metrô expuseram o projeto, esclareceram que dos 15,5 km de extensão, 13,6 km será linha subterrânea e além das estações haverá a construção de um pátio de manutenção, próxima à futura Estação Paulo Freire, na divisa dos municípios de São Paulo e Guarulhos e um pátio de estacionamento, próximo ao córrego Rapadura, na Vila Formosa e apontaram as Diretrizes de Traçado.
Principais eixos: 
R. Cananéia, R. Madrid, R. Engº Cestari, Av. Dr. Eduardo Cotching, A. Guilherme Giorgi, R. Ten. Cel. Soares Neiva, R. Padre João e Rua Carlos Meira. 
Principais travessias: 
Av. Vila Ema, Av. Salim Farah Maluf, Av. Sapopemba,Av. Ver. Abel Ferreira, Av. Conselheiro Carrão, Av. Aricanduva, Radial Leste, Av. Amador Bueno da Veiga, Av. Gov. Carvalho Pinto, Av. Dr. Assis Ribeiro, Marginal Tietê, Rod. Ayrton Senna, Av. Paulo Freire, Rod. Fernão Dias e Av. Guarulhos.
Além de questionar as localizações, o público mostrou insatisfação e perguntou sobre a data prevista para o início das obras, endereço dos locais onde haverá desapropriações e o critério adotado para definição dos valores das indenizações. 
A Gerente Jurídica do Metrô, Draª Alexandra, esclareceu que as ações são proposta com o valor venal do imóvel, mas os valores das indenizações são definidos por um perito, indicado por um juiz. “É muito grave para o indivíduo, nós o retirarmos da casa em que vive, mas a desapropriação é um ato de força do Estado, que impacta na vida das pessoas de uma maneira muito significativa”, declarou a Drª Alexandra.
Participaram da Audiência Pública o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes; o presidente do Metrô, Luiz Antonio de Carvalho Pacheco; os deputados estaduais José Zico Prado - proponente da Audiência e João Caramez - presidente da Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa; o vereador Gilson Barreto; a subprefeita Dilian Guimarães cerca de 150 pessoas, entre moradores e comerciantes da região e membros da imprensa.

“Dia das Mães” de todos os dias!

Riselda Morais


      No segundo domingo de maio, vamos comemorar o Dia das Mães. Mas porque homenageamos em um único dia  essas mulheres que merecem ser agradadas, amadas, elogiadas, presenteadas todos os dias?
Para responder a esta pergunta, vamos buscar a origem do Dia das Mães. A data surgiu em virtude ao sofrimento da americana Anna M. Jarvis que entrou em depressão após perder a mãe que havia trabalhado na guerra civil do país, para a ajudar, as amigas fizeram uma homenagem a mãe de Anna e a comemoração fez tanto sucesso que o presidente Thomas Woodrow Wulson oficializou a data em 1914. Ainda mais antigas são as comemorações dos povos gregos à mãe dos deuses, Reia e a comemoração dos trabalhadores da Idade Média que moravam longe da família e ganhavam um dia para visitar suas mães, chamado pelos ingleses de “motherning day”. No Brasil, a data foi escolhida em 1932, segundo decreto do então presidente Getúlio Vargas.
Homenagear nossas mães é mais que merecido. Uma mãe começa a amar seu bebê desde o momento que o gera, nos primeiros sintomas da gravidez, ela já ama esse ser que é menor que uma semente de ervilha, mas para ela já é tudo de mais importante no mundo, durante nove meses ela foca todas suas energias e esforços nos preparativos para receber esse ser especial, pensa tudo, roupinhas, berço, quarto, nome, enquanto acaricia a barriga e lhe diz quão amado já é, mas o momento mais especial mesmo é quando o bebê faz seu primeiro movimento na barriga.
A emoção de ser mãe, ter este ser tão amado nos braços a ilumina e amamentar é compartilhar do momento mais intimo e sublime entre mãe e filho, observar sua boquinha sugando seu leite e saber que aquele alimento representa a saúde, a vida  e o amor da forma mais plena. Neste momento a mãe observa seu bebê com ternura, busca em seu rosto suas próprias características ou  do parceiro e encontra no(a) filha(a) uma junção física do amor do casal, nariz, olhos, boca de um ou do outro. São momentos únicos e especiais como o primeiro sorriso, primeira mamada, quando a criança ouve sua voz e procura ver, que fazem a mãe superar o medo e a insegurança na hora de dar o primeiro banho, enfrentar a primeira febre, as noites em claro, a troca de fraldas, o nascimento dos dentes, a angustia ao ver o bebê chorar e não identificar seu choro.
Mais que gerar e dar a luz, a mãe é o anjo da guarda de sua criança, cuida-a em todos os momentos, no sorriso e nas lágrimas, só ela tem o poder de curar um machucado com um simples beijinho e ainda arrancar um sorriso e oferecer segurança no aconchego de um abraço. Também a mãe segura sua criança e a ensina a dar os primeiros passos, pronunciar as primeiras palavras, usar suas pequeninas mãos para alimentar-se sozinha, educa e ama incondicionalmente. Ajudar a criança a largar a chupeta, a mamadeira, segurar sua mãozinha ao atravessar a rua ou caminhar em lugar público, deixar na escolinha chorando na primeira semana, festejar suas descobertas e sua interação com o mundo são coisas de mãe. As mães são capazes de tudo para ver seus filhos  felizes, sofrem junto no momento das dores, comemoram suas vitórias e lhes ampara nas derrotas. Uma mãe pode ser a melhor mãe do mundo sem ter gerado a criança, sendo mãe de coração, no dia a dia, no criar, amar, educar, cuidar. Também pode ser mãe e pai ao mesmo tempo.
      Em reconhecimento a esse amor incondicional recebido todos os dias e durante toda a vida, os filhos, as filhas, biológicos ou de coração, aquecem o mercado, quando se aproxima o dia das mães, em uma corrida às compras em busca do presente perfeito para essa pessoa especial e para agradá-la vale tudo, perfumes, roupas, sapatos, flores, celulares, relógios, jóias, mas o melhor dos presentes é o beijo e o abraço ofertado junto e a companhia durante o almoço do Dia das Mães, porque assim é o coração de mãe, nobre, grandioso, generoso e cheio de amor!  A todas as Mães de todos os dias, Feliz dia e mês das Mães e um beijo no coração!