Traduzir

Pesquisar

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Campanha Nacional de vacinação contra a Gripe visa imunizar mais de 54,4 milhões de pessoas

Capital paulista tem meta de vacinar 2.395.236 pessoas entre 23 de abril e 1º de junho

Riselda Morais



      No período de 23 de abril a 1º de junho, está sendo realizada a 20ª Campanha Nacional de Vacinação com o objetivo de imunizar 54.465.930 pessoas que fazem parte do grupo prioritário em todo o país, para isto, o Ministério da Saúde está entregando, em etapas, aos estados brasileiros, as 60 milhões de doses adquiridas.
Estão incluídos no grupo prioritário crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade, idosos a partir de 60 anos, professores, profissionais da saúde, indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), presidiários (as), funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas.
     A vacina é trivalente e protege contra três subtipos do vírus da gripe: A/H1N1; A/H3N2 e influenza B. Para receber a vacina gratuitamente basta fazer parte do grupo prioritário e ir até um posto de saúde.
O estado de São Paulo deve imunizar 12.552.136 pessoas e para atender todo o público-alvo recebeu 13.807.400 doses da vacina contra Influenza. 
A cidade de São Paulo tem como meta, vacinar  2.395.236 pessoas em três fases.
     Na primeira fase, de 23 de abril a 01 de maio, receberão a vacina, os profissionais de saúde, pessoas com mais de 60 anos de idade e indígenas.
      Na segunda fase, de 02 a 08 de maio, também receberão a vacina, crianças de 06 meses a menores de 05 anos, gestantes e puérperas.
      A partir de 09 de maio estão incluídos os professores e portadores de doenças crônicas (cardiopatias, diabetes, HIV positivo e imunodeprimidos).
O dia 12 de maio será o dia da mobilização nacional para a vacinação contra o Influenza. Neste dia estarão abertos 65 mil postos de vacinação, sendo 37 mil de rotina e 28 mil volantes, com envolvimento de 240 mil pessoas e 27 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais.
    A campanha se estenderá até o dia 1º de junho.
     Para a população que não se enquadra nos grupos prioritários, o Ministério da Saúde recomenda tomar alguns cuidados para prevenir a doença: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

Febre amarela: Confirmados 1.127 casos e 331 óbitos em cinco estados brasileiros

Dez milhões de pessoas ainda precisam ser vacinadas em São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, alerta o Ministério da Saúde

Riselda Morais



    Segundo dados do Ministério da Saúde, atualizados na quarta-feira (11) com base nas informações passadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde, no período de 1º de julho de 2017 até 10 de abril de 2018, o Brasil confirmou 1.127 casos de febre amarela e 331 óbitos.      
     Foram notificados, no período do monitoramento, 5.052 casos suspeitos, sendo  2.806 já descartados e 1.119 continuam em investigação. No mesmo período do ano passado, eram 712 casos confirmados e 228 óbitos por febre amarela.
Segundo o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia estão com cobertura abaixo da meta de vacinar 95% do público-alvo. O estado da Bahia vacinou 55% do público-alvo, seguido por São Paulo com 52,4% das pessoas vacinadas até agora e o Rio de Janeiro com 40,9%, o menor alcance nas áreas com recomendação da vacina.
     Segundo o levantamento apenas os estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Distrito Federal têm casos confirmados e óbitos por febre amarela. Todos os outros estados têm notificações com casos descartados ou sob investigação.
     O estado com maior surto é Minas Gerais com 1.444 casos notificados, 644 casos descartados, 320 casos sendo investigados, 480 casos confirmados e 152 óbitos por febre amarela.
      O segundo com maior número de casos da doença é o estado de São Paulo com 2.513 casos notificados, 1.546 casos descartados, 514 casos sendo investigados, 453 casos confirmados e 114 óbitos por febre amarela.
O Rio de Janeiro aparece com 426 casos notificados, 154 casos descartados, 85 casos sendo investigados, 187  casos confirmados e 63 óbitos causados pela doença. Seguido pelo Espírito Santo com 115 casos notificados, 88 casos descartados, 21 casos sendo investigados, 6  casos confirmados e 1 óbito por febre amarela. Com menor incidência aparece o Distrito Federal com 1 caso confirmado e 1 óbito.
Segundo informações do Ministério da Saúde, o vírus da febre amarela está circulando nas regiões metropolitanas do país com maior contigente populacional, atingindo neste ano, 35,6 milhões de pessoas com incidência de 3,0 casos para 100 mil habitantes. No mesmo período do ano passado, o surto atingiu 11,2 milhões de pessoas e a incidência foi de 6,2 por 100 mil habitantes.
     O Ministério da Saúde alerta que a vacina é a única proteção contra a doença e chama a população para ir aos postos de saúde tomar a vacina e se imunizar contra a febre amarela.
    Até abril de 2019, a vacina de febre amarela será ampliada para todo o território nacional, incluindo alguns estados do Nordeste, Sul e Sudeste que ainda não estão fazendo parte das áreas com recomendação da vacina, a meta é vacinar 77,5 milhões de pessoas em todo o País.

terça-feira, 17 de abril de 2018

Brasil terá 600 mil novos casos de câncer em 2018, sendo o de pele o mais frequente, seguido por câncer de próstata e de mama

Riselda Morais



     Com o objetivo de conscientizar a população sobre a segunda doença que mais mata pessoas no mundo, foi instituído o dia 08 de abril, como o Dia Mundial da Luta contra o Câncer.
     Segundo a Organização Mundial da Saúde mais de 14 milhões de pessoas desenvolvem o câncer, por ano, no mundo.
    O Brasil deve registrar cerca de 600 mil novos casos por ano, em 2018 e 2019, segundo Estimativa 2018 – Incidência de Câncer no Brasil publicado pelo Instituto Nacional de Câncer.
    No Brasil o câncer de pele não melanoma é o mais frenquente com cerca de 165 mil novos casos diagnosticados por ano.
    O câncer de próstata é o mais incidente entre os homens, com 68.220 novos casos por ano em todo o país com 96,85/100 mil na Região Sul, 69,83/100 mil Região na Sudeste, 66,75/100 mil na Região Centro-Oeste, 56,17/100 mil na Região Nordeste e 29,41/100 mil na Região Norte.
    A maior incidencia entre as mulheres é o câncer de mama, com 59.700 novos casos por ano, com um risco estimado de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres. Sem considerar os melanomas, é o primeiro mais frequente nas mulheres das Regiões Sul (73,07/100 mil), Sudeste (69,50/100 mil), Centro-Oeste (51,96/100 mil) e Nordeste (40,36/100 mil). Na Região Norte, é o segundo tumor mais incidente (19,21/100 mil)
    Entre os dez tipos de câncer com maior incidência no Brasil, o Inca listou o câncer de intestino (cólon e reto) com 36.360, pulmão com 31.270, estômago 21.290 novos casos, colo do útero com 16.370, cavidade oral 14.700, sistema nervoso central 11.320, leucemias 10.800 e esôfago com 10.970.
    Segundo a estimativa, neste ano, os homens devem apresentar mais casos de câncer que as mulheres, com cerca de 300 mil novos casos entre os homens e 282 mil novos casos entre as mulheres.
   A incidência e o tipo de câncer também varia de acordo com a região do país. As regiões Norte e Nordeste apresentam maior incidência de câncer de estômago entre os homens e câncer de colo de útero entre as mulheres. Os dois tipos de câncer estão mais associados a infecções e possuem maior potencial de prevenção. Nas regiões Sul e Sudeste há uma maior incidência de câncer de intestino.
   Ao apresentar os dados, a diretora-geral do INCA, Ana Cristina Pinho enfatizou que a estimativa é uma fotografia do cenário atual do câncer no Brasil e falou sobre a importância de combater a desinformação sobre a doença e de alertar a população para adotar hábitos saudáveis, uma vez que um terço dos casos de câncer podem ser evitados, por serem associados a fatores como o tabagismo, a inatividade física, a obesidade e infecções como o HPV.
Independente do sexo, é importante que se faça o autoexame e os exames de prevenção, quanto mais precoce o câncer for detectado maiores são as chances de cura.

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Justiça considera abusivos e proíbe shows da rede MC Donald’s em escolas e creches

Multa será de R$ 100 mil por evento

Riselda Morais


Shows tinham o intuito de conquistar consumidores infanto-juvenis , diz Ministério Público
    A Justiça condenou a empresa MC Donald’s a cessar a prática de publicidade infantil através do “Show do Ronald MCDonald” nas escolas, por entender que, sob o argumento de levar conteúdo educativo aos estudantes, a rede fast food praticava na verdade, ação mercadológica para a própria divulgação.
     Na ação civil pública a Defensoria Pública de São Paulo enfatizou que as crianças estavam sendo expostas à prática de marketing transvestida de ação educacional e a marca da rede era exposta ostensivamente durante as apresentações e destacou: “a figura do palhaço símbolo da marca é alusiva a produtos alimentícios pobres em nutrientes e altamente artificiais, podendo, a longo prazo, causar inúmeros malefícios à saúde”.
A ação diz ainda que a atividade destinada ao público infantil caracteriza-se publicidade abusiva conforme o Código de Defesa do Consumidor. Assinado pelos Defensores Públicos Alvimar Virgílio de Almeida, Rodrigo Serra, Adriana Vinhas Bueno e Carolina Tiveron dos Santos o texto reitera ainda que “ao manter apresentações regulares do palhaço símbolo da marca, com intuito de atingir um número maior de consumidores infanto-juvenis com uso de elementos lúdicos, cores chamativas e o próprio personagem Ronald McDonald, estabelece uma conduta ilícita, reprovável e, portanto, indenizável, do ponto de vista coletivo”.
   Sob pena de multa de R$ 100 mil por evento, a rede MC Donald’s foi proibida de realizar o “Show do Ronald Mcdonald” em qualquer creche ou escola do Estado de São Paulo. 
A decisão foi do Juiz Fabio Calheiros do Nascimento, da 2ª Vara Criminal e da Infância do Foro da Comarca de Barueri, atendendo a ação civil pública a pedido da Defensoria.

Aumentou número de famílias com dívidas ou contas em atraso em março

Riselda Morais



    O percentual de famílias com dívidas ou contas em atraso aumentou em março de 2018, segundo a pesquisa CNC - Endividamento e Inadimplência do Consumidor. 
    Segundo o levantamento 61,2% dos entrevistados relataram ter dívidas com cheque pré-datado, cheque especial, cartão de crédito, carnê de loja, empréstimo pessoal, seguro ou prestação de carro. Em março de 2017 o número de famílias endividadas era de 60,8%.
Na comparação mensal o aumento no percentual de famílias endividadas passou de  24,9% em fevereiro para 25,2% março deste ano. 
As famílias que declararam não ter condições de pagar suas contas aumentou de 9,7% em fevereiro para 10% em março de 2018. 
      Para as famílias que ganham até dez salários mínimos, o percentual de famílias endividadas alcançou 62,8% em março deste ano, 8,8% a mais que o percentual de 54,0% das famílias com renda acima de dez salários mínimos que declararam-se endividadas.
Entre os meses de fevereiro e março aumentou a proporção de famílias que se declararam muito endividadas, passando de 13,6% para 14,1% respectivamente.
O tempo médio de atraso das dívidas foi de 64,4 dias em março e o tempo médio de comprometimento com dívidas entre as famílias endividadas foi de 6,9 meses, sendo que 25,9% delas estão comprometidas com dívidas até três meses, e 31,3%, por mais de um ano.

     Entre os tipos de dívidas o cartão de crédito ocupa o primeiro lugar no ranking das dívidas com 76,4% das famílias endividadas, seguido por carnês de lojas 16,6%, crédito pessoal 10,4%, financiamento do veículos ocupa o quarto lugar 10,2% e financiamento da casa própria 8,4% vem em quinto seguidos por cheque especial 6,2% e crédito consignado 5,8%.

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Maioria dos paulistanos não frequentam museus e nem teatro, segundo pesquisa “Viver em São Paulo: Cultura”

Foto e Redação: Riselda Morais


Museu Catavento tem entrada gratuita aos sábados 


      A cidade de São Paulo tem 415 museus e mais de 120 casas de espetáculos, mesmo assim, segundo a pesquisa “Viver em São Paulo: Cultura” divulgado, na terça-feira (10), pela Rede Nossa São Paulo e Ibope Inteligência, 58% das pessoas com mais de 16 anos que moram na capital paulista não visitam os museus e 59% não vão ao teatro nem uma vez ao ano.
       Outras atividades culturais também apresentam baixa frequência na pesquisa, entre elas as bibliotecas com 65% das pessoas que não frequentam de jeito nenhum, shows 53% e centros culturais que não são utilizados por 52% das pessoas.
      Entre os espaços e atividades culturais, o cinema é o único equipamento que tem uma frequência acima de 50%. Dentre os entrevistados, 67% responderam que vão ao cinema pelo menos uma vez ao ano.
Segundo o levantamento, 24% ou 1/4 da população paulistana com mais de 16 anos não frequenta nenhuma atividade cultural. Nesta parcela da população estão as pessoas com renda familiar de até dois salários mínimos e os menos escolarizados.
    Para 41% das pessoas que participaram da pesquisa, o preço é o fator mais determinante para frequentarem essas atividades.
     Outro motivo citado pelos entrevistados como obstáculo foi a localização, 20% dos entrevistados declarou que a proximidade de casa leva a frequentar mais ou menos determinados equipamentos culturais.
      Para aqueles que desejam fazer algum passeio cultural e não dispõem de dinheiro, vale lembrar que muitos Museus da capital paulista têm entrada gratuita permanente e outros aos sábados.

     Museus e espaços culturais em São Paulo que oferecem entrada gratuita permanente ou em um dia específico da semana.

Museus em São Paulo com entrada grátis permanente:

Casa da Imagem -Rua Roberto Simonsen, 136-B – terça a domingo, das 9h às 17h.
Casa das Rosas - Av. Paulista, 37 – terça a sábado, das 10h às 22h; domingos, das 10h às 18h.
Casa Guilherme de Almeida - R. Macapá, 187 – terça a domingo, das 10h às 18h.
Caixa Cultural São Paulo Praça da Sé, 111 – terça a domingo, das 9h às 19h.
Centro Cultural Banco do Brasil - R. Álvares Penteado, 112) – quarta a segunda, das 9h às 21h.
Centro Cultural Fiesp - Av. Paulista, 1.313 – todos os dias, das 10h às 20h.
Instituto Tomie Ohtake - Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 – terça a domingo, das 11h às 20h.
Itaú Cultural - Av. Paulista, 149 – terça a sexta, das 9h às 20h; sábados e domingos, das 11h às 20h.
Japan House - Av. Paulista, 52 – terça a sábado, das 10h às 22h; domingos, das 10h às 18h.
MAC-USP - Av. Pedro Álvares Cabral, 1301 – terça, das 10h às 21h; quarta a domingo, das 10h às 18h.
Memorial da América Latina - Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – terça a domingo, das 9h às 18h.
Memorial da Resistência - Largo General Osório, 66) – quarta a segunda, das 10h às 17h30.
MuBE - R. Alemanha 221) – terça a domingo, das 10h às 18h.
Museu de Arte Brasileira - R. Alagoas, 903 – segundas, quartas, quintas e sextas, das 10h às 18h; sábados e domingos, das 10h às 17h.
Paço das Artes - Av. Europa 158 – segunda a sexta, das 9h às 21h; sábados, das 10h às 18h.

Solar da Marquesa de Santos - Rua Roberto Simonsen, 136 – de terça a domingo, das 9h às 17h.
Unibes Cultural - Rua Oscar Freire, 2.500 – segunda a sábado, das 10h às 19h.
Museus em SP com entrada grátis aos sábados

Catavento Cultural e Educacional - Av. Mercúrio, s/n – Pq Dom Pedro II.
Estação Pinacoteca - Largo General Osório, 66.
Museu Afro Brasil - Av. Pedro Álvares Cabral, portão 10, Parque Ibirapuera.
Museu da Casa Brasileira - Av. Brig. Faria Lima, 2.705.
Museu da Imigração - R. Visconde de Parnaíba, 1316.
Museu de Arte Moderna - Av. Pedro Álvares Cabral, s/n° – Parque Ibirapuera.

Museu de Arte Sacra - Av. Tiradentes, 676 .
Museu do Futebol - Praça Charles Miller, s/n.
Pinacoteca de São Paulo - Praça da Luz, 2.
Museus com entrada franca às terças-feiras

Masp - Av. Paulista, 1578. Museu da Imagem e do Som – MIS - Av. Europa, 158).
Museus com entrada grátis aos domingos e feriados


Museu da Casa Brasileira - Av. Brig. Faria Lima, 2.705.

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Em 2017, renda média da população diminuiu, aumentou o desemprego e a desigualdade na distribuição de renda

Riselda Morais
Rua Barão de Itapetininga - centro de São Paulo
     A desigualdade de distribuição de renda só aumentou em 2017, o rico ficou mais rico e o pobre ainda mais pobre. Quase metade (43,3%) dos R$ 263,1 bilhões do rendimento médio mensal real domiciliar per capita do país foram mantidos concentrados nas mãos de 10% da população mais rica enquanto os 10% mais pobre detiveram apenas 0,7% dos rendimentos.
     Segundo dados da Pesquisa Mensal por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), enquanto 1% da população brasileira teve um rendimento médio de R$ 27.213,00 em 2017, 50% da população recebia R$ 754,00, na média do país 36,1 vezes menos que o mais rico e se comparado ao rendimento do trabalhador nordestino essa razão sobe para 44,9 vezes menos.
      O rendimento médio (de todas as fontes) do brasileiro encolheu R$ 12,00 por mês, caiu de R$ 2.124,00 em 2016 para R$ 2.112,00 em 2017.Por região, a Centro-Oeste registrou o maior rendimento médio de todas as fontes com R$ 2.279,00.
      Já o rendimento proveniente do trabalho caiu R$ 31,00 no mesmo período, de R$ 2.268 para R$ 2.237, uma redução de 1,36%.
      Considerando apenas os brasileiros com renda proveniente do trabalho, o rendimento médio no Brasil ficou R$ 45 abaixo em 2017. Por região, a Sudeste apresentou queda na renda real do trabalho pela primeira vez, reduziu de R$ 2.625 para R$ 2.425, uma queda de R$ 200.
      Já o rendimento médio mensal real per capita teve uma redução de R$ 14,00, caiu de R$ 1.285 em 2016 para R$ 1.271 em 2017. A região Sul apresentou o maior valor R$ 1.567,00 e as regiões Norte e Nordeste os menores valores R$ 810,00 e R$ 808,00 respectivamente.
     Dos 207,1 milhões de brasileiros, 60,2% ou 124,6 milhões possuíam algum tipo de rendimento em 2017. Destes 86,8 milhões, 41,9% da população residente possuíam rendimentos do trabalho e 50 milhões (24,1%) rendimentos de outras fontes que incluem aposentadoria ou pensão (14,1%), outros rendimentos (7,5%), categoria que inclui seguro-desemprego, programas de transferência de renda, poupança, pensão alimentícia, doação ou mesada de não morador (2,4%) e aluguel e arrendamento (1,9%).

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Pré-candidato à Presidência da República, Alckmin renuncia ao Governo de São Paulo

Vice Márcio França assume o Governo e ficará no cargo até 31 de dezembro de 2018.

Riselda Morais

Geraldo Alckmin e Márcio França durante transmissão do cargo.
 Foto: Divulgação Governo do Estado de São Paulo

     Pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin que já estava cumprindo o seu quarto mandato à frente do Governo do Estado de São Paulo, renunciou na tarde desta sexta-feira (06), em cerimônia na Assembléia Legislativa, onde transmitiu o cargo ao vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação Márcio França (PSB).
     Márcio França assume o posto de Governo do Estado de São Paulo até o dia 31 de dezembro de 2018.
     Haverá remanejamento dos secretários Samuel Moreira, da Casa Civil, Arnaldo Jardim, da Agricultura e Abastecimento, Floriano Pesaro, da Secretaria do Desenvolvimento Social, Fabrício Cobra, do Turismo, e José Luiz Penna, da Cultura, as secretárias serão assumidas pelos secretários-adjuntos.

Polícia Federal prende ex-diretor da Dersa por desvio de dinheiro e formação de quadrilha

Riselda Morais




     A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira (06) o ex-diretor da empresa paulista de infraestrutura rodoviária , a Dersa,  Paulo Vieira de Souza, mais conhecido como Paulo preto, acusado de desvios de recursos na construção do prolongamento da Avenida Jacú-Pêssego, ampliação da Marginal Tietê e construção do trecho sul do Rodoanel.
     
Paulo Vieira de Souza é acusado de desvios de dinheiro e de imóveis no valor de R$ 7,7 milhões entre os anos de 2009 e 2011.
     O mandado de prisão foi executado pela Polícia Federal em cumprimento a decisão da 5ª Vara Criminal do Estado de São Paulo, que também expediu mandado contra mais quatro acusados por formação de quadrilha, peculato e inserção de dados falsos em sistema público de informação.
     Paulo Vieira de Souza foi preso em casa e levado para o Centro de Detenção Provisória de Pinheiros, Zona Oeste da capital paulista.

quinta-feira, 29 de março de 2018

Corinthians vence SP nos pênaltis e enfrenta o Palmeiras na final

Riselda Morais



    O jogo foi disputadíssimo na Arena Corinthians nesta quarta-feira (28), as 21h45m entre o São Paulo e o dono da casa. Ao contrário do comportamento apresentado durante o campeonato, durante todo o primeiro tempo o tricolor marcou de forma adiantada, dificultou a saída da bola para o Corinthians e conseguiu manter o resultado de 0x0 até os 47 minutos do segundo tempo.
    A vaga na final já parecia coisa certa para o São Paulo, quando Clayson bateu escanteio pelo lado direito e Rodriguinho, que estava livre na área, marcou de cabeça no gol de Sidão que não conseguiu defender, dando a chance do Corinthians decidir nos pênaltis.
    A decisão nas penalidades teve participação de Mateus Vital, Clayson, Pedrinho, Maycon e Danilo pelo Corinthians e Lucas Fernandes, Bruno Alves, Reinaldo e Éder Militão pelo São Paulo.
    Com o resultado o Corinthians enfrenta o Palmeiras na final da competição. O primeiro jogo será realizado na casa do alvinegro no sábado dia 31 as 16h30m e a segunda partida será realizada no Allianz Parque dia 08.
    Já o São Paulo enfrentará o Atlético-PR, pela quarta fase da Copa do Brasil, no dia 04 de abril na Arena da Baixada.

terça-feira, 27 de março de 2018

Com gol de Gabriel Jesus, Brasil vence Alemanha por 1x0 no amistoso em Berlim

Riselda Morais



   O Brasil venceu a Alemanha por 1 a 0 no amistoso desta terça-feira (27/03) em Berlim. O resultado leva a seleção brasileira para o Copa do Mundo da Rússia  2018 sem o assombroso resultado de 7x1 das semi-finais do Mundial de 2014.
   Sob o comando e a tática do técnico Tite, aos 38 minutos do primeiro tempo, o centroavante Gabriel de Jesus recebeu o passe de Willian perto do meio campo, travou jogada em frente a dois zagueiros e fez o gol de cabeça. O goleiro Trapp tentou defender mas não conseguiu impedir que a bola entrasse.

Brasil é um dos 4 países maiores produtores de peixes

Saiba como escolher o peixe fresco, magro ou gordo, como limpar e como conservar até o consumo!

Riselda Morais




    O Brasil está entre os 4 maiores produtores de peixes do mundo, atrás apenas da China, Indonésia e Egito. 
     Teve em 2017, uma produção de 697 mil toneladas de peixes de cultivo e gerou uma renda primária ao produtor de R$ 5,4 bilhões. O número representa 8% a mais que as 640.510 toneladas de pescados produzidas em 2016, segundo informações da Associação Brasileira da Piscicultura.
Na produção brasileira, a Tilápia responde por 51,7% do mercado com 357,639 toneladas em 2017, seguida pelos nativos como Tambaqui (pacu vermelho) que representam 43,7% da produção nacional com 302.235 toneladas. Carpas e Trutas representam 4,6% da produção com 31.825 toneladas, segundo o levantamento feito em todo o país pela Associação.
    Nos mercados de peixes, a variedade é grande, salmão, anchova, atum, tainha, saint peter, tilápia, sardinhas, robalo, cação, bacalhau, bagre, camarão, carpa, cavala, corvina, dourado, linguado, pescada, pintado, enfim, encontram-se algumas das 24 mil espécies de peixes do mundo.
    Peixes, crustáceos, mariscos e moluscos são alimentos saudáveis e saborosos, ricos em proteínas e minerais, que podem ser consumidos, no mínimo duas vezes por semana, o ano todo. Existem várias formas de preparo, vai de acordo com o tipo de peixe e com o gosto de cada um, podendo consumir em forma de moqueca (robalo, badejo, cação), assado, frito, grelhado (tainha, linguado, corvina, bacalhau, salmão), cozido a vapor, cru  (salmão, atum), marinada (sardinha). 
    O consumo anual de peixe do brasileiro é de apenas 10,6 quilos de pescado por pessoa, bem abaixo dos 12 quilos per capita, recomendado pela OMS - Organização Mundial da Saúde. Já o consumo mundial chegou a 19,2 quilos per capita no mesmo período. 
Com a proximidade da Páscoa, o consumo de pescados aumenta e o consumidor precisa tomar alguns cuidados na hora de escolher os peixes.

Cuidados na hora de comprar o peixe: 

Classificação: Peixe magro, semigordo ou gordo? São classificados como peixes magros: Linguado, dourado, pescada, bacalhau. Semigordos: Tainha, sardinha, truta. Gordos: Atum, salmão, enguia, anchova, tainha, pacú.
Armazenamento: O peixe precisa estar sob refrigeração ou camada espessa de gelo.
Escolha: Dê preferência ao peixe inteiro para poder analisar as boas condições do pescado.
Cheiro:  Deve ter cheiro de maresia (se estiver com cheiro forte é porque está deteriorando).
Pele:  A pele deve estar firme e brilhante, cor viva e homogênea; sem manchas, furos ou cortes, (aperte com o dedo, se ficar marca e não voltar, não está em boas condições de consumo).
Carne: Firme que responda a uma leve pressão e retorne a posição normal.
Escamas: devem estar bem firmes na pele do peixe. (Puxe uma escama, se soltar facilmente o peixe não está bom para consumo).
Olhos: Devem estar brilhantes, com córnea transparente e pupila negra. (Se o peixe apresentar olhos com córnea leitosa e pupila cinzenta indica que não está em boas condições de consumo).
Guelras:  Devem estar brilhantes e vermelhas, vivo claro. (Se estiverem amareladas e com muco o peixe não está em boas condições de consumo).
Vísceras: A membrana que cobre a barriga do peixe deve estar bem presa na carne. (Quando esta membrana está solta, o peixe tem mal cheiro, tem mucosidade e não está bom para consumo).

Limpar o peixe (se preferir já compre limpo): 

- Corte as barbatanas e a parte mais dura da cauda com uma faca bem afiada ou uma tesoura de cozinha.
- Tire as escamas passando o fio da faca no sentido do rabo para a cabeça.
- Faça uma incisão de alguns centímetros no ventre do peixe (barriga), retire as vísceras e lave bem a cavidade com água corrente até ficar limpo e sem sangue.
- Se for retirar a pele, faça uma incisão na cauda, descole a pele e puxe-a no sentido da cabeça.

Conservação e consumo:

Geladeira: Colocar o peixe na prateleira superior da geladeira e manter por, no máximo, 24 horas. O que não for usar neste período congele sem temperar.
Congelamento: Manter no freezer ou congelador por no máximo 3 meses.
Descongelamento: Tire do freezer e deixe descongelar na geladeira (não descongele na água e nem fora da geladeira para não contaminar).
Consumo: 
- O peixe cru contém mais nutrientes mas precisa ter boa procedência e ser fresco.
- Peixe cozido: aproveite tudo, parte dos nutrientes ficam na água do cozimento, utilize o caldo para fazer pirão.
- Peixe enlatado: Observe se as latas estão limpas e sem amassados. Depois que abrir a lata, retire o peixe, coloque em vasilha limpa e seca e mantenha na geladeira.
- Peixes secos e salgados: Dessalgar e manter em local fresco e refrigerado.

domingo, 25 de março de 2018

São Paulo ganha primeiro clássico do ano e vence o Corinthians por 1 a 0

Riselda Morais

      O São Paulo saiu na frente e ganhou o primeiro clássico da semifinal do Campeonato Paulista derrotando o Corinthians por 1 a 0, com gol de Nenê no Morumbi.
     O tricolor fez um grande primeiro tempo, buscou resultado e tentou furar o bloqueio alvinegro, mas no segundo tempo recuou um pouco, mesmo assim, teve três chances reais de gol enquanto o Corinthians teve apenas uma chance. 
     O próximo jogo vai ser na Arena Corinthians, na próxima quarta-feira as 21h45m. Como ganhou o primeiro jogo, o tricolor vai jogar na casa do adversário com a vantagem do empate e se o Corinthians ganhar em casa a decisão irá para os pênaltis.
     O São Paulo acabou com o jejum mesmo sem Rodrigo Caio e Cueva, dois dos seus principais jogadores que defendem as seleções brasileira e peruana respectivamente.
     A vitória do São Paulo aconteceu quando Nenê mandou a bola para o fundo da rede, aproveitando o rebote da defesa de Cássio, de um chute de Tréllez na área ao aproveitar uma falha de Mantuan. Na hora de comemorar, Nenê se aproximou do banco de reservas do Corinthians, gerando polêmica, pela provocação recebeu cartão amarelo e depois pediu desculpas pela impressão que passou.

quinta-feira, 15 de março de 2018

As lutas da mulher brasileira!

Riselda Morais



  Bonita, com personalidade forte, guerreira! Eis a mulher brasileira.
Ainda bem que somos guerreiras, porque temos muitas lutas diárias e muitos motivos para lutar. 
Conquistando cada dia mais espaço no mercado de trabalho, muitas vezes em mercados que têm o estigma de ser exclusivamente masculino e buscando, cada vez mais, ter grau de escolaridade mais alto e maior independência financeira, as mulheres brasileiras ainda têm um longo percurso na luta pela igualdade de gêneros.
Apesar da evolução na área profissional, as mulheres ainda são minoria em cargos de chefia e de diretoria nas empresas e, mesmo quando uma mulher ocupa um alto cargo, no mesmo nível que um colega do sexo oposto, dentro da empresa, ela ganha em média 15% a menos que o colega do sexo masculino. Em alguns cargos e áreas esta diferença chega a 53%. Essa disparidade salarial já não mais deveria existir uma vez que as mulheres geralmente têm maior nível de escolaridade.
Segundo dados do IBGE, entre os gêneros, na faixa etária de 25 a 44 anos de idade, o percentual de homens que terminaram o ensino superior é de 15,6%, enquanto o de mulheres é de 21,5%. Nas remunerações, o rendimento habitual médio mensal das mulheres é de R$ 1.764 e o dos homens é de R$ 2.306. Ou seja, as mulheres seguem recebendo cerca de 3/4 do que os homens recebem. 
Além da diferença no nível educacional e da diferença salarial, a mulher ainda tem que se defender do preconceito e do assédio tanto moral quanto sexual, no trabalho, no transporte público, nas ruas e nas redes sociais.
Segundo pesquisa da Rede Nossa São Paulo, quase dois milhões de mulheres, o correspondente a 25% das mulheres que moram na capital paulista já sofreram assédio no transporte público, a maioria com idade entre 16 e 34 anos e renda familiar de mais de cinco salários mínimos. 
No ambiente de trabalho, 16% das mulheres já foram assediadas e 19% das entrevistadas relataram ter sofrido preconceito ou discriminação no trabalho por ser mulher.
Diante da crise econômica, as mulheres são as principais vítimas, dos 18% de desempregados na capital paulista, cerca de 1,76 milhão de pessoas, 58% são mulheres.
A Pesquisa apontou que nas ruas, 13% das mulheres já passaram por abordagens desrespeitosas, cantadas grosseiras, foram agarradas ou beijadas sem consentir e 27% das mulheres que vivem em São Paulo têm medo de sofrer violência sexual. 
A pesquisa também demonstrou que 33% das mulheres têm medo de sair à noite e 62% temem a violência de forma geral. Entre os homens, esses números atingem 25% e 54% dos entrevistados, respectivamente.
No mundo virtual não é diferente. Uma pesquisa do Instituto Avon realizada entre 2015 e 2017, registrou um aumento de 324% nas menções de assédio contra as mulheres no ambiente online (Facebook, Twitter e Instagram). As denúncias de importunação virtual cresceram 26.000% no mesmo período.
Já as citações de violência contra a mulher no ambiente online cresceram 211% durante a pesquisa.
O Brasil tem 135 casos de estupros por dia, 49.275 mulheres são violentadas por ano.
Dados do ministério da Saúde apontam que os casos de estupro coletivo, mais que dobraram nos últimos anos, saltando de 1.570 casos, em 2011, para 3.526, no ano passado, uma média de 10 casos por dia, em todo o país.
Ocupando o 5º lugar no ranking de 83 países com maior índice de violência contra as mulheres, o Brasil tem uma média de   12,2 mulheres assassinadas por dia, duas mulheres assassinadas por hora. Em 2017 foram assassinadas 4.473 mulheres em todo o País.
O combate à discriminação contra mulheres e meninas e a busca pela igualdade de gêneros, é um grito mundial, é uma luta constante de todas as mulheres por toda a vida. A violência contra a mulher afeta todas as classes sociais, todas as etnias, todas as regiões, todos os países, todo o mundo. 
Apesar dos padrões culturais estarem sendo amenizados, as barreiras na vida das mulheres estarem sendo lentamente derrubadas, ainda estamos na sombra da montanha, galgando lentamente, com o objetivo de chegar ao cume.

Mulher - Poetisa Riselda Morais


Dizem-te sexo frágil
Frágil? Não.
És uma guerreira!
Forte, esperta, ágil
Decidida, inteligente, companheira!

És uma, em mil maneiras
A irmã, a filha, a mãe,
a mulher transparente,
a amante, a amiga,
a mulher que surpreende!

Pode ser trilhas… 
ou caminho de repente
Que de dedicação, 
cuidados e anseios
tudo entende!

Despertas desejos,
respeito, amor…
Mas também a inveja,
a ira, o rancor!
Podes aflorar em faces
mil sentimentos;
Quando sedutora
em todos os momentos

Que te digam o contrário,
que não admitam;
Que te fazem musa,
que por vós cogitam;
Mas é por ti o sorriso,
O choro, o canto
Quando dona da paixão,
Do sonho, do encanto!

São Miguel Paulista recebe o primeiro posto do Descomplica SP

Riselda Morais

Mais de 150 representantes e moradores de São Miguel assistiram ao anúncio

Prefeito Regional Edson Marques e o secretário municipal de Inovação e Tecnologia, Daniel Annenberg 


  O projeto piloto do Descomplica SP foi implantado, dia 12 de março, na Prefeitura Regional de São Miguel Paulista. 
Com o objetivo de oferecer eficiência e agilidade na execução dos mais de 350 serviços oferecidos pela Prefeitura de São Paulo, o projeto facilitará a vida dos munícipes que não precisarão mais se deslocar para o centro da cidade para ter acesso aos serviços municipais. 
O anúncio foi feito na noite de segunda-feira (05) pelo Prefeito Regional Edson Marques e pelo secretário municipal de Inovação e Tecnologia, Daniel Annenberg em evento na sede da Prefeitura Regional que contou com a presença de cerca de 150 representantes das associações de moradores, redes de lojistas, comerciantes e moradores de São Miguel. 
“Queremos levar os serviços das secretarias municipais e outros órgãos a quem mais precisa, revolucionando o atendimento ao cidadão”, afirmou o Prefeito Regional de São Miguel Paulista, Edson Marques.
A primeira unidade do Descomplica SP, terá espaço de cerca de 12 mil m², onde serão oferecidos cerca de 1.200 atendimentos/dia, em 64 postos/guichês, disponibilizados por 18 secretarias municipais que manterão instâncias na unidade, além de outras esferas de governo, como Correio e Detran/SP.
O secretário municipal de Inovação e Tecnologia, Daniel Annenberg enfatizou que o Descomplica SP exercitará a vivencia da democracia, por meio da prestação de serviços públicos de qualidade e do estabelecimento de um novo, ágil e funcional modelo de relação entre Prefeitura, Estado e os cidadãos. 
“Estamos trabalhando duro, com o apoio do Prefeito João Doria, para reduzir a burocracia, simplificar os processos e integrar os diferentes serviços municipais”, afirmou Daniel Annenberg.
O Descomplica SP de São Miguel Paulista é um projeto piloto e a partir dos resultados alcançados, serão implementados outros postos nas demais Prefeituras Regionais.

sábado, 10 de março de 2018

Brasil tem 846 casos confirmados e 260 óbitos por febre amarela

Com 6,6 milhões de paulistas imunizados nos últimos dois meses, São Paulo prorroga vacinação até 16 de março

Riselda Morais

     
Segundo dados do boletim epidemiológico do Ministério da Saúde divulgados na quarta-feira (07/03), o Brasil possui 3.234 casos suspeitos de febre amarela notificados (1.560 descartados, 828 em investigação), 846 casos foram confirmados e 260 óbitos pela doença. No período de julho de 2016 a 6 de março de 2017, eram 597 casos confirmados e 190 óbitos por febre amarela.
Os estados com maior número de casos da doença são: Minas Gerais com 1.064 casos notificados, 384 casos confirmados e 115 óbitos; São Paulo com 1.542 casos notificados, sendo 349 confirmados e 100 óbitos e Rio de Janeiro com 164 casos notificados, 106 casos confirmados e 44 óbitos.
O Distrito Federal teve um óbito por febre amarela confirmado. E o Espírito Santo apareceu pela primeira vez no ranking da doença com 6 casos confirmados.
Os estados do Amapá, Amazonas, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins têm casos em investigação.
Segundo o boletim, o aumento no número de casos e óbitos deve-se ao fato do vírus da febre amarela estar circulando em regiões metropolitanas do país com maior contingente populacional, atingindo 32,5 milhões de pessoas que moram, inclusive, em áreas que nunca tiveram recomendação de vacina. Na sazonalidade passada, por exemplo, o surto atingiu uma população de 8,4 milhões de pessoas. 
A incidência da doença no período caiu de 7,0 casos por 100 mil habitantes para 2,4 casos para 100 mil/habitantes.
Segundo o Ministério da Saúde nos estados de SP, RJ e Bahia, 76% do público-alvo, o correspondente a 17,3, milhões de pessoas já foram vacinadas. O Estado de São Paulo prorrogou a campanha de vacinação até 16 de março na capital paulista e em outros 53 municípios definidos por critérios epidemiológicos, quem ainda não está imunizado deve procurar uma Unidade Básica de Saúde.
Segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde nos dois primeiros meses deste ano, 6,6 milhões de paulistas foram vacinados contra a doença, número bem próximo das 7,4 milhões de pessoas imunizadas em todo o ano passado. Entre os anos de 2007 e 2016 foram vacinadas 7 milhões de pessoas. Desde 25 de janeiro, data de aniversário da cidade, foram aplicadas 4,65 milhões de doses, 50,3% do público-alvo formado por 9,2 milhões de pessoas. 
Durante a campanha, a Baixada Santista é a região com menor cobertura da vacina com 36,8%. No Vale do Paraíba e Litoral Norte, a cobertura é de 47,6%. O Grande ABC tem 44,1% e a capital atingiu 62,1%, imunizando mais de 2,1 milhão dos 3,3 milhões de moradores dos distritos definidos como áreas com risco de infecção pelo vírus da febre amarela.
Cerca de 6,9 milhões de doses da vacina fracionada foram disponibilizadas para as pessoas ainda não imunizadas que residem nos locais definidos pela campanha que prevê a oferta de 2,3 milhões de doses padrão, para crianças com idade entre nove meses e dois anos incompletos, pessoas que viajarão para países com exigência da vacina e grávidas residentes em áreas de risco.
Entre os 349 casos confirmados e 100 óbitos contraídos no Estado de São Paulo, a maioria dos casos de infecções por febre amarela foram contraídos em Mairiporã com 133 casos confirmados e 39 óbitos (46,5%); Atibaia 49 casos confirmados e 14 óbitos; Nazaré Paulista 12 casos e 4 óbitos e na capital paulista 7 casos e 4 óbitos. 
Tem casos confirmados em Aguai, Águas da Prata, Américo Brasiliense, Amparo, Monte Alegre do Sul, Arujá, Batatais, Bom Jesus dos Perdões,  Bragança Paulista, Caieiras, Campinas, Campo Limpo Paulista, Cotia, Embu, Espírito Santo do Pinhal, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guarulhos, Ibiúna, Igaratá, Itanhaém, Itapecerica da Serra, Itatiba, Itupeva, Itu, Jarinu, Jundiaí, Mococa, Piedade, Piracaia, Santa Cruz do Rio Pardo, Santa Isabel, Santa Lucia, São Bernardo do Campo, São João da Boa Vista, São Roque, Tuiuti, Valinhos e Várzea Paulista.

terça-feira, 6 de março de 2018

Cuidado Scammers: Mulheres protejam seus corações e a sua conta bancária!

Riselda Morais


Major General Harold Greene de Massachusetts, EUA faleceu em 5 de agosto de 2014 no Afeganistão tem sua foto usada em um perfil falso criado em 2016 com o nome de José William.
Lance Corporal Joshua Leakey das Forças Armadas Britânicas premiado com a Cruz de Victoria tem sua foto usada por scammers com o  nome Lance Walson.

    Os Scammers nada mais são do que golpistas virtuais, estelionatários virtuais, que vivem de dar golpes financeiros nas pessoas usando a emoção, os sentimentos e a solidão delas para lhes explorar financeiramente, tirar o máximo de dinheiro possível.
O golpe virtual romântico que é conhecido como “golpe do amor”, “golpe do eu te amo”, “golpe Don Juan” parte corações e esvazia contas bancárias de homens e mulheres em todo o mundo com falsas promessas de amor e casamento.
Tudo começa com uma solicitação de amizade, de um perfil falso, em uma rede social. Fazem-se passar por estrangeiros em boas condições financeiras e empregados em altos cargos. Geralmente usam fotos de perfil de pessoas bonitas, que realmente existem, que são idôneas e tem algum destaque na sociedade onde vive, porém, quem está por trás deste perfil não é a pessoa da foto e sim estelionatários virtuais, scammers, com planos bem arquitetados para aplicar o crime financeiro envolvendo a vítima emocionalmente. 
Começam conquistando a amizade, depois a confiança, passam a se dizer apaixonados, fazem proposta de casamento e anunciam que enviarão pacotes do exterior contendo presentes diversos, como óculos, bolsas, celulares, anéis de ouro para o ‘noivado’, documentos e, em muitos casos, dinheiro em espécie, dólares, libras ou euros.  
Pedem nome completo, número de telefone fixo, número de telefone móvel, endereço residencial e de e-mail para o suposto envio dos presentes via postal ou através de um viajante, chegam a enviar fotos dos pacotes, caixas ou envelopes e, a partir daí,  a quadrilha concretiza o golpe fazendo com que a vítima passe a fazer depósitos e mais depósitos usando as mais diversas mentiras, criando motivos e mais motivos para enganar a vítima, alegando que as mercadorias ficaram retidas na alfândega e só seriam liberadas após o pagamento de taxas e outros valores. 
Enquanto envolvem a vítima e a extorquem financeira e psicologicamente, os estelionatários virtuais sentem-se seguros por trás de seus computadores ou celulares, no conforto da certeza da impunidade, podendo estar no mesmo país, em outros países ou continentes, protegidos por lindos rostos de pessoas idôneas que sequer sabem que estão sendo usadas como ferramentas do crime.  Uma vez que a vítima cai no golpe passa a vivenciar seu prejuízo financeiro, sua dor, frustração e vergonha sozinha, seu dinheiro não é recuperado e o trauma psicológico passa a fazer companhia para toda a vida.
Entre as milhares de pessoas que já tiveram suas fotos roubadas para criar identidades falsas usadas para o “golpe do amor” temos:
O médico Steve G. Jones, dos EUA; 
Lance Corporal Joshua Leakey das Forças Armadas Britânicas premiado com a Cruz de Victoria por sua ação heróica no Afeganistão teve sua foto roubada e o perfil falso criado com o nome de Lance Walson; e o caso mais impressionante Major General Harold Greene de Massachusetts, EUA que faleceu em 5 de agosto de 2014 no Afeganistão, teve sua foto usada em um perfil falso criado em 2016 com o nome de Jose William.
Nos Estados Unidos, segundo informações do FBI, os golpes românticos são os responsáveis pelos maiores prejuízos financeiros de todos os crimes facilitados pela internet. 
O Centro de Queixas de Crimes na Internet do FBI informou ter recebido 15 mil denúncias de estelionatos românticos virtuais em 2017, um aumento de 20% em relação ao ano de 2016. 
Os prejuízos informados passam de US$230 milhões, mas o FBI avalia o valor real como sendo muito maior, estimando que apenas 15% desses crimes chegam a ser denunciados à polícia.
A Receita Federal do Brasil fez no ano passado, um alerta a população sobre o crescente número de vítimas do chamado “golpe do amor”. Muitas vítimas procuram o órgão para liberar bens vindos do exterior que supostamente estariam retidos no aeroporto.  
A Receita Federal do Aeroporto Internacional de Guarulhos em São Paulo, alerta que não exige pagamento em espécie ou por meio de depósito em conta corrente e todos os tributos aduaneiros administrados pelo órgão são recolhidos por meio Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf).

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

PMSP fecha o Parque do Carmo e intensifica a vacinação contra a febre amarela na região

Riselda Morais
Parque do Carmo. Foto: Riselda Morais

Parque do Carmo. Foto: Riselda Morais



     A Prefeitura de São Paulo fechou nesta quarta-feira (21), o Parque do Carmo, na Zona Leste da capital depois de confirmar que o corpo de um macaco encontrado nas dependências do Parque foi vítima de febre amarela. A medida objetiva impedir o contato dos frequentadores com o mosquito transmissor, presente na região. Atualmente, 28 parques estão fechados.
     O macaco encontrado morto nas dependências do Parque  é um indicativo da circulação do vírus no local. Assim como os humanos, os macacos são vítimas dos mosquitos Haemagogus e Sabethes, que transmitem a febre amarela silvestre. Quem transmite a febre amarela é o mosquito e não o macaco. Não mate os macacos.
     Segundo a Secretaria Municipal de Saúde a campanha de vacinação contra a febre amarela que já vinha sendo intensificada no entorno do parque nos distritos de José Bonifácio, Cidade Líder, Iguatemi e São Mateus foi antecipada também para a região do Aricanduva.
A partir da sexta-feira (23) será iniciada a segunda fase da campanha de vacinação contra a febre amarela com a vacina fracionada nas UBS Jardim Iva, Vila Nova York e Vila Antonieta.
Durante a segunda fase da campanha, que teve início em 25/01 a 02/03 nas zonas Leste, Sul, Sudeste já foram vacinados, segundo a Secretaria de Saúde, 1,7 milhão de pessoas.
Os munícipes cadastrados no Programa Saúde da Família recebem as senhas em seus domicílios. Nos demais casos o munícipe deve procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS).
No entorno do Parque do Carmo, localizado em Itaquera na Zona Leste já está aplicando a vacina contra febre amarela fracionada as UBS:

   Em Cidade Tiradentes a vacina está sendo aplicada nas UBS Barro Branco, UBS Carlos Gentile de Melo, UBS Castro Alves, UBS Cidade Tiradentes I, UBS Dom Angélico, UBS Fazenda do Carmo, UBS Ferroviários, UBS Gráficos, UBS Inácio Monteiro, UBS Jardim Vitória, UBS Prefeito Prestes Maia, UBS Profeta Jeremias.
  
Guaianases:  UBS Celso Daniel, Guaianases UBS Guaianases II, Guaianases UBS Jd. São Carlos
Guaianases UBS Jd. Soares. 

Parque do Carmo:  UBS Vila Cosmopolita, UBS Gleba do Pêssego, UBS Jardim Copa, UBS Jardim Helian, UBS Nossa Senhora do Carmo, UBS Santo Estevão.

Cidade Líder:  UBS Jardim Santa Maria, UBS Jardim Santa Terezinha, AMA/UBS Integrada Cidade Líder I, UBS Jardim Marília,  AMA/UBS Integrada Jardim Brasília, AMA/UBS Integrada Vila Itapema.

Conjunto José Bonifécio:  UBS Jardim São Pedro, UBS José Bonifácio I, UBS José Bonifácio II, AMA/UBS Integrada José Bonifácio III.

Iguatemi: Pq. Boa Esperança, Jd. Das Laranjeiras, Jd Roseli, Recanto Verde Sol, Jd Conquista II, Jd Conquista III, CDHU/Palanque.
São Rafael: UBS’s Jd Colorado, Pq. São Rafael, Jd. Carrãozinho, Jd Rio Claro, Jd Santo André, Jd São Francisco II, Jd Conquista I.

São Mateus: Jd Tiete I, São Mateus I, IV Centenário, Santa Bárbara, São Rafael, Jd Colonial, Jd Paraguaçu, Jd Tiete II, Jd Nove de Julho.

Aricanduva: (A partir de sexta-feira, 23) UBS Jardim Iva, Vila Nova York e Vila Antonieta.

Para saber qual a unidade básica de saúde de referência do seu endereço, acesse www.buscasaude.prefeitura.sp.gov.br.