Traduzir

Pesquisar

domingo, 25 de julho de 2010

Show do Dia do Amigo com a Nativa FM reúne mais de 1 milhão de pessoas no Parque do Carmo

Por: Riselda Morais

Locutores da Nativa FM

Grupo KLB

Victor & Léo

Daniel


Neste domingo, 25 de julho, a rádio Nativa FM realizou o show do Dia do Amigo e do aniversário de 13 anos da rádio com a apresentação dos cantores Victor & Léo, Bruno & Marrone, Calypso, KLB, Fernando & Sorocaba, Daniel, Rick & Vitor, Zé Henrique & Gabriel, Roger & Robson, Caio César & Diego, Zé Renato & Daniel, Marcos & Belutti e contou com presença de mais de um milhão de pessoas.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Biblioteca Digital oferece desde pinturas de Leonardo Da Vinci até Literatura Infantil gratuitamente

Uma biblioteca digital com um excelente acervo, desenvolvida em Software Livre, está a disposição da população.
Na biblioteca digital o internauta por ver grandes pinturas de Leonardo Da Vinci, ouvir músicas MP3, ler a obra completa de Machado de Assis, ouvir música erudita brasileira, ver vídeos do Paulo Freire, ler as poesias de Fernando Pessoa, Literatura Infantil, A Divina Comédia em português, obras de Joaquim Nabuco, Hinos brasileiros e muito mais.
O site disponibiliza 732 obras de literatura portuguesa e muitas outras obras maravilhosas e pode ser usado para pesquisas.
Use esta fantástica ferramenta de disseminação da cultura, faça-se conhecedor e desenvolva o gosto pela leitura acessando o site: www.dominiopublico.gov.br .

sexta-feira, 16 de julho de 2010

8º Batalhão comemora seus 40 anos de existência

No dia 14 de julho, às 20h00min, o 8º Batalhão de Policia Militar Metropolitano comemorou seus 40 anos de existência. Durante a solenidade militar foram entregues Láureas do Mérito Pessoal aos policiais militares que se destacaram em ocorrências e no cumprimento de suas atribuições, bem como foram homenageadas às pessoas que com seu esforço pessoal contribuem com a atividade de segurança da população. O comando da unidade também homenageou os policiais militares com mais tempo de serviço prestado na unidade, o Major da Reserva Camerino, autor da Canção do Oitavo Batalhão e a Sra. Irene, esposa do Sgt Noel de Camargo, primeiro Herói do Batalhão, morto em serviço.
O evento aconteceu no Parque Esportivo do Trabalhador, antigo CERET. A tradicional unidade da Zona Leste é responsável pelo policiamento na área do Tatuapé, Jardim Anália Franco, Vila Carrão, Vila Formosa e Vila Matilde.
Nos quarenta anos de existência da unidade são inúmeros os relatos de ações da Polícia Militar em benefício da população da Zona Leste. Atualmente as ações policiais estão norteadas pelo Programa de Policiamento Inteligente que tem por objetivo diminuir os índices criminais, transmitir a sensação de segurança e fazer com que a Polícia Militar seja mais visível e se aproxime ainda mais da comunidade, fortalecendo ainda mais o princípio de Policia Comunitária.
O lema da unidade “Pela Lei e pela Grei”, está inserido nos seus três símbolos: Brasão, Canção e Estandarte. A importância do lema está no compromisso dos policias militares com as pessoas que residem, trabalham e ou circulam na área de atuação da unidade, desde sua criação, pois “Grei” significa Comunidade.
O evento contou com a presença da comunidade, de autoridades militares e personalidades civis.

Nativa FM comemora 13 anos com show gratuito no Parque do Carmo

Victor & Leo, Daniel, Bruno & Marrone e Calypso são algumas das atrações do evento


A Nativa FM 95,3 comemora 13 anos de sucesso com uma grande festa no Parque do Carmo no próximo dia 25. A partir das 11h, o público poderá conferir apresentações gratuitas de grandes nomes da música brasileira. Já confirmaram presença os artistas: Victor & Léo, Bruno & Marrone, Chrystian & Ralf, Calypso, KLB, Fernando & Sorocaba, Daniel, Rick & Vitor, Zé Henrique & Gabriel, Roger & Robson, Caio César & Diego, Zé Renato & Daniel, Marcos & Belutti.
O Parque do Carmo localiza-se na Av. Afonso Sampaio de Souza, 951 - Itaquera.

terça-feira, 13 de julho de 2010

SÓ UM NOVO PACTO SOCIAL GARANTIRÁ IGUALDADE NO TRABALHO ENTRE MULHERES E HOMENS

A conquista da autonomia econômica, física e política das mulheres na América Latina e no Caribe é fundamental para o reconhecimento de seus direitos.

Na América Latina e no Caribe, as mulheres não apenas dedicam mais tempo que os homens ao trabalho doméstico não remunerado ou de cuidados, mas também sua carga de trabalho total - incluindo as atividades remuneradas - é maior. No entanto, continuam sendo discriminadas no mercado de trabalho e recebem salários inferiores.
Esta realidade é analisada no documento Que tipo de Estado? Que tipo de igualdade? que foi apresentado hoje pela CEPAL na Décima Primeira Conferência Regional sobre a Mulher da América Latina e do Caribe, que se realiza de 13 a 16 de julho em Brasília.
O relatório examina as conquistas e desafios enfrentados pelos governos da região em matéria de igualdade de gênero. "Não será possível conseguir igualdade de trabalho para as mulheres enquanto não for resolvida a carga de trabalho não remunerado e de cuidados que recai historicamente sobre elas. Neste sentido, é necessário buscar uma nova equação virtuosa que inclua o Estado, o mercado e as famílias", assinalou Alicia Bárcena, Secretária Executiva da CEPAL.
De acordo com a compilação de estudos nos quais é medida a carga de trabalho total (remunerado e não remunerado) de homens e mulheres em vários países da região, há duas tendências fundamentais:
1ª) em todos os casos, o tempo de trabalho total é maior para as mulheres do que para os homens e,
2ª) em todos os casos, são as mulheres que dedicam a maior parte de seu tempo ao trabalho não remunerado.
No Brasil, por exemplo, as mulheres dedicam 56,6 horas semanais ao trabalho total, enquanto que os homens ocupam 52 horas. No México, no entanto, as mulheres dedicam 76,3 horas, contra apenas 58,4 dos homens.
Dados de 2008 mostram que 31,6% das mulheres de 15 anos ou mais na região não tinham renda própria, enquanto que somente 10,4% dos homens estavam nessa condição. Ainda assim, as mulheres superam os homens em termos de desemprego (8,3% contra 5,7%) e embora a brecha salarial entre os gêneros tenha diminuído - a renda média das mulheres passou de 69% da dos homens em 1990 para 79% em 2008 -, as mulheres continuam tendo maior representação em ocupações com menor nível de remuneração, sub-representadas em posições de alto nível hierárquico e ainda recebem salários menores para um trabalho de igual valor que o dos homens.
O documento da CEPAL acentua que o trabalho é a base da igualdade entre os gêneros e para isto é fundamental a conquista da autonomia econômica, física e política das mulheres. A autonomia econômica implica ter o controle sobre os bens materiais e recursos intelectuais, e a capacidade de decidir sobre a renda e os ativos familiares.
A autonomia física é também um requisito indispensável para superar as barreiras existentes no exercício da sexualidade, a integridade física das mulheres e a reprodução, enquanto que a autonomia política envolve a representação paritária nos espaços de tomada de decisões, especialmente nos governos e parlamentos.
Estas três autonomias são retratadas no Observatório de igualdade de gênero da América Latina e do Caribe, cujos resultados até o momento podem ser vistos no relatório da CEPAL apresentado na XI Conferência Regional de Brasília.
O documento enfatiza a necessidade de tornar mais visível o valor econômico e social do trabalho não remunerado e de cuidados que é realizado pelas mulheres da região, bem como a importância de dar-lhes poderes para que possam exercer seu legítimo direito de escolha e assim participar em igualdade de condições no mundo do trabalho e nas instâncias de tomada de decisões.

É proposto um caminho para esta igualdade a partir de três eixos principais:

* Um Estado que garanta a titularidade de direitos
* Igualdade no público e privado
* Redistribuição do trabalho total
Desta forma, se fazem necessárias políticas públicas que reformulem os vínculos entre as três instituições fundamentais da sociedade: Estado, família e mercado, para articular um novo pacto social de redistribuição do trabalho total entre homens e mulheres, a fim de facilitar o acesso delas ao mercado de trabalho como parte de seus direitos humanos.
Sendo assim, é imprescindível que o Estado tome todas as medidas necessárias, quer sejam legislativas, institucionais, educativas, de saúde, fiscais ou de participação das mulheres na tomada de decisões para assim eliminar o viés de gênero no mercado de trabalho, superar a diferença salarial, a segmentação e a discriminação.
Além disto, devem ser garantidos os direitos das mulheres no mercado de trabalho e nas famílias, para que possam contar com as ferramentas adequadas para conquistar as autonomias acima mencionadas, e gerar uma institucionalização sólida e com capacidade normativa que faça valer estes direitos.
Alguns países têm dado exemplos de boas práticas para reconhecer o valor do trabalho não remunerado e de cuidados das mulheres, sejam através de reformas constitucionais (Venezuela, Equador, Bolívia e República Dominicana), ou através de leis ou políticas específicas que incentivam a igualdade de gênero no mundo do trabalho (Argentina, Brasil, Costa Rica, Chile, Espanha, México e Uruguai).

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Levotiroxina passa a integrar lista de medicamentos para doentes crônicos do Remédio em Casa

A partir de hoje (12/7), pacientes com diagnóstico de hipotireoidismo, doença que se caracteriza pela queda na produção de hormônios, poderão receber, gratuitamente, pelo programa Remédio em Casa, a Levotiroxina. Com ela, a lista de medicamentos entregues nas residências dos usuários com hipertensão arterial, diabetes mellitus, dislipidemia (elevação no índice de colesterol) e, agora, hipotireoidismo, sobe para 13 itens. O remédio deve ser tomado diariamente, na dosagem prescrita pelo médico (25, 50 ou 100 microgramas), para produzir o funcionamento normal da tireóide. Se não tratados, pacientes com hipotireoidismo podem desenvolver redução no desempenho físico e mental, além de elevações nos níveis de colesterol, que aumentam as chances de problemas cardíacos.

Incêndio na favela do Tiquatira deixou cerca de 800 pessoas sem casa

Por: Riselda Morais



Por volta das 20h16m deste domingo,11 de julho, um incêndio na Favela do Tiquatira, no bairro da Penha, Zona Leste de São Paulo, mobilizou 90 homens e 28 viaturas do Corpo de Bonbeiros. O fogo levou duas horas e meia para ser controlado e deixou cerca de 800 pessoas desabrigadas.
Permanecem no local, cinco viaturas do Corpo de Bombeiros auxiliando as famílias desabrigadas pelo incêndio que destruiu cerca de 200 moradias.
Agentes do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da Penha forneceram: 58 cestas básicas, 193 colchões, 193 cobertores e 58 kits de higiene. Os agentes permanecem no local para dar continuidade ao atendimento às vítimas do incêndio.
O tráfego de veículos na região teve de ser alterado com a interdição do Viaduto Milton Tavares de Souza. A estrutura da construção pode ter sido abalada em razão do forte calor provocado pelo incêndio. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o local será vistoriado por técnicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Central Ligue 180 registra 271.719 atendimentos nos primeiros cinco meses de 2010

Por: Riselda Morais
O caso do assassinato de Eliza Samúdio,ex amante do goleiro do Flamengo, Bruno, em que segundo um menor de 17 anos primo de Bruno, foi assassinada, desossada, teve a carne jogada para os cães e os ossos concretados, é lamentavelmente apenas mais um entre 40.000 assassinatos de mulheres, vitimas de companheiros nos últimos 10 anos. Diariamente, cerca de 10 mulheres são assassinadas no Brasil e 352 mulheres são vítimas de violência, valendo lembrar que estes são os casos em que há registros, já que muitas mulheres sucumbem ao sofrimento, silenciando sua dor por motivos que a maioria das vezes, são ameaças a vida dos filhos, dos pais e a dela.
Depois da lei Maria da Penha as mulheres se encorajam mais a denunciar seus agressores,mas muitas recuam em seguida, retiram a queixa crime ao perceberem que o agressor não fica detido, geralmente é averiaguado e solto depois de algumas horas e quando há algum tipo de punição, nada mais é, do que a doação de algumas cestas básicas, isto coloca a vida da mulher em uma situação ainda maior de perigo, já que o indivíduo além de violento agora está enraivecido e com desejo de vingança.
Nos últimos meses o aumento da procura pelos serviços de defesa de mulher foi de95,5% em comparação ao mesmo período do ano anterior.
A Central de Atendimento à Mulher - Ligue 180, da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), registrou 271.719 atendimentos, de janeiro a maio de 2010 - um aumento de 95,5% em relação aos primeiros cinco meses de 2009 (138.985).
Houve nesse período 51.354 relatos de violência. Desse total, 29.515 foram casos de violência física; 13.464 de violência psicológica; 6.438 de violência moral; 887 de violência patrimonial; 1060 de violência sexual, 42 situações de tráfico e 207 casos de cárcere privado.
O relatório desse ano trás informações inéditas entre as quais, 39,8% declararam que sofrem violência desde o inicio da relação, 38% disseram que o tempo de relação com o agressor é acima de 10 anos e 71,7% residem com o agressor.
Outra novidade é a relação dos filhos nessa situação, 68,9% presenciam a violência e 15,6 sofrem violência. Em 56% dos relatos, as agressões acontecem sem o efeito ou nem sempre do uso de álcool ou drogas.
A maioria das mulheres que buscam a Central são negras (58,2%), têm entre 20 e 45 anos (62%), estão casadas ou em união estável (68,3%) e possuem nível médio (28,9%) de escolaridade. A maioria dos agressores são negros (59,5%), têm entre 20 e 55 anos (88%), e possuem nível médio (22,5%) de escolaridade.
A SPM acredita que o aumento da procura pelos serviços da Central 180, nesses primeiros meses de 2010, deve-se a veiculação em rede nacional da campanha institucional 'Uma vida sem violência é um direito de todas as mulheres', realizada no final do ano passado, bem como, a maior divulgação da Lei Maria da Penha.
Criada em 2005 pela SPM e parceiros, a Central de Atendimento à Mulher - Ligue 180 é um serviço de utilidade pública que presta informações e orientações sobre onde às mulheres podem recorrer caso sofram algum tipo de violência. O atendimento funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados.

Campanha Doação de Sangue no Shopping Penha

O Shopping Penha receberá a 6a edição da Campanha Bombeiro Sangue Bom, organizada pelo Corpo de Bombeiros de São Paulo. Nos dias 15 e 16 de julho, um posto de coleta do Hemocentro da Santa Casa abrigará uma equipe especializada e os bombeiros do 3°GB da Mooca com o objetivo de receber os interessados em doar sangue. O posto estará disponível das 12h às 18h, no Piso Antônio Lobo.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

27º Bazar Beneficente Kodomo-no-Sono contou com mais de 1.000 voluntários e milhares de visitantes

Por: Riselda Morais


Foi realizado neste domingo, 04 de julho, das 09 às 18h00min, pela Associação Pró-Excepcionais Kodomo-no-Sono, o 27º Bazar Beneficente, sito a Rua Professor Hasegawa nº 1.198, em Itaquera. Com um voluntariado de mais de 1.000 pessoas, muitas barracas com produtos importados e nacionais o Bazar recebeu milhares de visitantes que tiveram a sua disposição uma farta variedade de comidas típicas japonesas e brasileiras, entre os alimentos oferecidos estavam o Yakisoba, sushi, sashimi, futomaki, yakitori, okonomiyaki, tempura, yakitori, gyoza, udon, espeto de camarão, espeto de morango ao chocolate, lingüiça, pastel, pernil, hot dog, batata frita, doces e muitos outros.

Empresário Jairo Pinto é um dos voluntários e mostra habilidades ao montar os pastéis



Voluntários do Rotary Club de Vila Matilde, Chiang, João Suzuki, Isao e Marico

Durante todo o dia a criançada pode brincar a vontade na área de recreação e os adultos, puderam apreciar várias apresentações de musicais e danças japonesas, entre elas a tradicional dança do guarda chuva.


Entre as muitas barracas de bazar para a venda de artigos nacionais e importados como brinquedos, roupas e bijuterias, havia também barracas para a venda de flores a preços especiais e produtos de hortifrutigranjeiros, mas uma barraca é especial entre as outras, trata-se da venda de cerâmica própria, produzida pelos internos, esta é uma das principais ocupações produtivas, através da introdução da técnica japonesa Shiragaki, o produto inteiramente fabricado na instituição, vem aumentando a sua aceitação no mercado. São produzidas em grande escala xícaras, tigelas, travessas, pratos, vasos, entre outros produtos.

Durante todo o dia, ônibus fizeram o transporte dos visitantes da estação de metrô Itaquera até a Associação.
O Bazar é o maior evento da Kodomo-no-Sono e uma importante fonte de receita para a entidade que dá continuidade a seus trabalhos sociais. Fundada em 1958, pelo Reverendo Ryoshin Hasegawa, baseado no pensamento budista, definiu através do termo kan-on-hoshi, a concepção sobre serviço assistencial, o qual significa O ser humano vive graças à harmonia e à ajuda recíproca entre vários tipos de vida existentes. A Kodomo-no-Sono é mantida graças à colaboração da sociedade, oferece atividades terapêuticas para o desenvolvimento emocional e espiritual, orientação vivencial e atividades produtivas a mais 90 internos.

sábado, 3 de julho de 2010

Maradona é eliminado, a Argentina é humilhada na copa pela Alemanha que faz 4x0
Por: Riselda Morais

Imgem: Video


Maradona, mais humilde e humilhado durante eliminção pela Alemanhã





Depois de ironizar o Brasil por ter sido eliminado da copa pela Holanda, Maradona encontrou o que merece, viu seu time ser humilhado em campo pela Alemanha que fez jogadas espetaculares, eliminando a Argentina da Copa da Africa do Sul, obrigando a Argentina a fazer as malas e voltar para casa!
Ellos, Hermanos volver la casa!
A Alemanha eliminou a Argentina nas quartas de final, igual aconteceu na Copa do Mundo em 2006, a diferença é que foram 4x0 e sem pênaltis. A equipe Alemã mandou Maradona para casa, arrancou gritos de olé da torcida com jogadas maravilhosas, garantindo pela terceira vez consecutiva a vaga nas semifinais.
Ao contrário da equipe brasileira que demonstrou inexperiência e nervosismo, a equipe Alemã demonstrou muita tranquilidade, dominou o jogo desde os três primeiros minutos do primeiro tempo e teve os gols que o classificou feitos por Müller, Klose (dois) e Friedrich, enquanto o time Argentino pecou nas finalizações durante a partida e não conseguiu reverter o placa.
Na semifinal a Alemanha enfrenta o time vitorioso da partida entre Paraguai x Espanha. que acontece neste sábado, às 15h30 (de Brasília), em Johannesburgo. Do outro lado da chave, Holanda e Uruguai disputam um lugar na decisão.