Traduzir

Pesquisar

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Fênix - Por Riselda Morais



Deixa em dúvida a existência
simbolizando a imortalidade
com força, poder e resistência
viver quinhentos anos de idade

A perguntar-me ainda estou
se és um mito ou és verdade
se em teu vôo transportou
o leve brilho da felicidade

Hoje olhei para o alto
a fênix passou voando
das cinzas vai ressurgir
sabe-se lá, onde e quando?

Se és mítica ave de fogo
ou espiritual renascimento,
como concebes outra vida
se da tua é ultimo momento?

Te consomes pelas chamas
por paixão ou por amor
o corpo que já não amas
raios de luz emanou

No tempo há circularidade
e em tudo há renovação
a vida é continuidade
desde a concepção

Ser cada vez melhor
isto é transformação
acompanhada ou só
sofrer é uma opção

A força interior
é que faz a diferença
na hora de enfrentar
novo ciclo de existência

Quem está apto a mudar
triunfa com consistência
mas quem se acomodar
vai sofrer por persistência

Queimar os preconceitos
rever todos os valores
fogo nos velhos conceitos
nos faz ser superiores

Ao ter o pensamento
voltado ao renascer
se tem o sentimento
de plenitude do ser

Ave de penas brilhantes
de forte e linda cor
de renascer semelhante
ao ciclo de vida do amor!

Poesia registrada, permitida a reprodução desde que citado o nome da autora.