Traduzir

Pesquisar

terça-feira, 18 de abril de 2017

Wilson de Oliveira Jasa é reeleito presidente da Casa do Poeta Lampião de Gás de São Paulo

Riselda Morais



      Na terça-feira (14/03) a Casa do Poeta de São Paulo elegeu sua nova diretoria para a gestão de abril de 2017  a março de 2019.
A Casa do Poeta é uma das mais antigas casas de poesia do Brasil, onde a  poesia é apresentada em todos os estilos, recitada, cantada, em forma de histórias, piadas e outras formas da literatura.
Fundada em 07 de novembro de 1954, por Colombina, também fundadora do Jornal Fanal, a casa mantem suas reuniões litero-musicais as terças-feiras das 18h as 20h no Auditório  “Paulo Zingg”, espaço gentilmente cedido no segundo andar do edifício da Associação Paulista de Imprensa sito a Rua Álvaro Machado- 22 Liberdade SP.
A nova diretoria ficou assim composta:
Presidente: Wilson de Oliveira Jasa.
Vice-presidente:
 Cynthia Theodoro Porto.
1º Secretário: 
Maria José de Queiroz Ribeiro
2º Secretário: Odila Placência.
1º tesoureiro: Divino Mariano.
2º tesoureiro:Francisca Ana Pontes Mariano.
Diretora Social: Nilzangela de Lima Souza
Diretor de Relações Públicas: José Francisco Ferraz Luz.
Presidentes Perpétuos: 
Colombina (1889-1963) 
Bernardo Pedroso (1889- 1963).


Páscoa - Poetisa Riselda Morais

Páscoa significa a passagem
dos Judeus no Mar Vermelho
marcando o fim da escravidão
e dando início a libertação

E de Jesus a ressurreição
o vir da morte, para a vida
três dias após a crucificação
sua presença é percebida

A passagem de Deus entre nós
e a nossa passagem para Deus
para que nunca estejamos sós
Ele sempre está com os seus

É a festa da Celebração
da Paixão de Jesus Cristo
que nos traz a salvação
através do sacrifício

O pão e o vinho, a aliança
corpo e sangue, a comunhão
entregues durante a ceia
para os pecados, o perdão

Sacramento de piedade
também sinal de unidade
por onde a alma acumula
o penhor de glória futura

E o cordeiro imolado
que é o próprio Jesus
quando foi sacrificado
e morreu preso na cruz

Cristo ressurgiu da morte
dos povos Ele é a luz
Deus é o princípio e o fim
caminho que nos conduz

O ovo traz boa sorte
é da vida a renovação
a vitória sobre a morte
e o fim da escuridão

O coelho simboliza
a Igreja a propagar
a palavra ao povo
a missão de fecundar

Vinde, oh, Espírito Santo
a branca pomba da paz
os sinos tocam festivos
bendizem os dons que traz!

Poesia registrada. Permitida a reprodução desde que citado o nome da autora.

Estética e Embelezamento: redobre os cuidados na hora de escolher o profissional e o estabelecimento

Salões de beleza e clínicas de estética concentram 52% das denúncias recebidas e 80% das demandas avaliadas como de maior risco à saúde. São Paulo concentra o maior número de denúncias, seguido pelo Rio de Janeiro, Ceará, Paraná e Distrito Federal.

Riselda Morais



Cortar, escovar, mudar a cor dos cabelos, fazer as unhas, fazer depilação, fazer micropigmentação na sobrancelha, fazer procedimentos estéticos são rotina na vida das mulheres, mas ir ao salão pode representar um grande risco à saúde se as escovas, pentes e tesouras não forem higienizados; se os alicates, espátulas e outras ferramentas não forem esterilizadas, a cera for reaproveitada ou as agulhas não forem descartáveis.
Segundo o relatório de Denúncias em Serviços de Interesse para a Saúde os serviços de estética e embelezamento concentram 52% da denúncias recebidas e 80% das demandas avaliadas como de maior risco à saúde.
As denuncias originárias de 18 estados e em 98% encaminhadas pela população, aponta os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Paraná e no Distrito Federal com ocorrencias como lesões nos olhos e queimaduras diversas, vindas principalmente das atividades das clínicas de estética. 
Nos salões de beleza as irregularidades mais mencionadas nas denúncias foram o uso do formol (32%) e a falta de esterilização de utensílios (28%), sendo que esta última quase dobrou, já que constava em 16% das demandas no relatório. 
A ausência de equipamentos de proteção individual (EPI) nos profissionais, como luvas e máscaras de proteção, e a reutilização de cera de depilação.
O destaque de maior número de ocorrencias vai para a região sudeste, com destaque para São Paulo, de onde vieram 42% das denúncias e para o Rio de Janeiro, com 17%. 
Por região e estado  as denuncias estão assim distribuidas: 
Sudeste  67% -  São Paulo (122), Rio de Janeiro (49), Minas Gerais (19) e Espírito Santo (3). Sul 11,5% - Rio Grande do Sul (18), Paraná (12) e Santa Catarina (3). Centro Oeste 10% - Distrito Federal (21) e Goiás (9). Nordeste 9% - Ceará (11), Bahia (8), Pernambuco (3), Rio Grande do Norte (2), Alagoas (1) e Sergipe (1). Norte  2,5% - Amazonas (4), Pará (2) e Rondônia (1).
Segundo dados do Sebrae, em 2014 havia no país uma estimativa de 597.614 empresas neste setor (MEI, micro, pequena, média e de grande porte), ou seja, mais de meio milhão de estabelecimentos dedicados a serviços de interesse para saúde Cabeleireiros, manicure e pedicure - 374.174.
Atividades de estética e outros serviços de cuidados com a beleza - 127.943.
Hotéis, motéis e apart hotéis - 32.327.
Atividades de condicionamento físico (academias de ginástica) - 32.288.
Educação infantil – pré-escola - 14.619.
Serviços de tatuagem e colocação de piercing - 7.492.
Educação infantil – creche - 5.717.
Instituições de longa permanência para idosos - 1.608.
Atividades de práticas integrativas e complementares em saúde humana (terapias alternativas) - 984.
Atividades de acupuntura - 123.
Atividades de podologia - 113.
Serviço de laboratório óptico - 83.
Atividades de sauna e banhos - 71.
Serviços de somatoconservação (não abrange os serviços funerários) - 70.
Orfanatos - 2.
 Desse total, a região sudeste abriga 55% das empresas do setor, destacando-se a quantidade de salões de beleza (cabeleireiro, manicure e pedicure), serviços de estética, hotelaria, creches e estabelecimentos de educação infantil, estúdios de tatuagem e colocação de piercing, entre outros serviços.
Na classificação por categoria, os serviços de interesse para a saúde que são monitorados, em 2016, Estética e Embelezamento atingiu mais uma vez o maior número de demandas, alcançando 52% das denúncias (151). 
Os estúdios de Tatuagem também se mantiveram como a segunda categoria mais denunciada pela população, correspondendo a um percentual de 11% (33) das denúncias. 
Em seguida, e pela primeira vez entre os três serviços mais demandados, surge a Hotelaria, que recebeu 7% (21) das denúncias ao longo de 2016.
A sequência dos serviços consecutivos permanece inalterada em comparação aos relatórios anteriores, exibindo a categoria de Instituição de Longa Permanência para Idosos - ILPI com 6,6% (19) das denúncias e logo depois as Comunidades Terapêuticas com 6,2% (18) e as Academias de Ginástica, com 5,2% (15).
Completando a lista dos serviços demandados, estão as Creches e os Estabelecimentos de Ensino, com cerca de 4% das denúncias. Em seguida situam-se os Necrotérios, com 1% (3), os serviços de Acupuntura e a Saúde Prisional, ambos com 0,7% (2) das demandas e por fim as Piscinas e Saunas e também os SPA, ambos com 0,3% (1). 
As recomendações da Agencia Nacional de Vigilância Sanitária são para que se tome os seguintes cuidados:
 - Preste a atenção ao uso de materiais descartáveis,  à esterilização de utensílios perfurocortantes, à vacinação contra a hepatite e ao uso de equipamentos de proteção para os profissionais;
- Confira se os produtos utilizados são regularizados pela Anvisa (ex. cosméticos, tintas de tatuagem, bronzeadores, entre outros);
- Certifique-se de que aparelhos, equipamentos e acessórios são regularizados pela Anvisa;
 -Verificar se os profissionais são capacitados para a prestação do serviço;
- Observar, a higienização, desinfecção e esterilização de materiais, utensílios e equipamentos utilizados nos salões de beleza, estética e outros estabelecimentos.

Aprovados novos medicamentos para diabetes tipo 2

Riselda Morais



    Nesta segunda-feira (03), foi aprovado pela Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o registro do Xultophy, um produto biológico para tratamento do diabetes mellitus tipo 2. O registro do novo medicamento foi publicado no Diário Oficial da União. 
O medicamento é indicado no tratamento de adultos portadores da doença e trata-se de uma combinação entre a insulina degludeca e a liraglutida. Este medicamento atua em conjunto com hipoglicemiantes orais e auxilia no controle glicêmico do paciente.
Também foi aprovado na segunda-feira (27/03), o medicamento genérico dapagliflozina, também indicado para o tratamento de diabetes mellitus tipo 2. Esta substancia é indicada junto com exercícios físicos e dieta alimentar para melhorar o controle do nível de açúcar no sangue em pacientes com diabetes mellitus tipo 2.

Anvisa proibiu comercialização e preparação de todos os produtos de três empresas envolvidas na Operação Carne Fraca

Até o resultado, bares, lanchonetes e restaurantes também ficam impedidos de utilizar as carnes.

Riselda Morais





     Os frigoríficos Transmeat Logística Transportes e Serviços Ltda., Frigorífico Souza Ramos LTDA e Peccin Agro Industrial LTDA denunciados pela Operação Carne Fraca, ação na qual a Polícia Federal investiga possíveis adulterações no processamento das carnes e seus derivados,  foram interditados preventivamente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária por 90 dias. 
Durante este período está proibida a comercialização e preparação de todos os produtos dos três frigoríficos. 
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) encontrou irregularidades durante fiscalização que atingiu os 21 estabelecimentos citados na operação e informou a Anvisa  que determinou o recolhimento dos produtos que passarão por exames laboratoriais, até sair o resultado, bares, lanchonetes e restaurantes também ficam impedidos de utilizar as carnes.

Deic prende trio que usava “chupa-cabra” para roubar dados de banco



     A Polícia Civil prendeu no domingo (02) três homens, sendo dois funcionários da agência,  que instalavam dispositivos “chupa-cabra” em computadores de uma agência bancária na capital paulista.
O caso foi investigado por policiais da  5ª Delegacia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) após receberem a denúncia dos seguranças da agência, informando que criminosos haviam instalado um aparelho chupa-cabra”,que  capturava as informações nos computadores internos do setor administrativo quando um funcionário efetuava uma operação para algum cliente.
O dispositivo tinha acesso à internet por meio de rede de dados e permitia o controle remoto do computador da agência à distância. Dessa forma, os criminosos efetuavam transferências bancárias sem serem detectados.
Segundo o banco, os acusados conseguiram subtrair cerca de R$ 60 milhões, principalmente de contas judiciais. Dois dos indiciados eram estagiários do setor administrativo do banco. Investigações prosseguem para capturar os demais integrantes da quadrilha e recuperar os valores subtraídos. Fonte: SSP/SP

Fraudes bancárias via internet

A Polícia Federal deflagrou na manhã de terça-feira (11) a Operação Valentina com o objetivo de desarticular um grupo criminoso especializado em fraudes bancárias por meio da internet. As investigações contaram com o apoio do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal.
Foram cumpridos no estado de São Paulo e em Fortaleza, sete mandados de prisão preventiva, seis de prisão temporária, oito de condução coercitiva e 25 mandados de busca e apreensão contra os investigados.
As investigações apontam que o grupo furtava valores de clientes de diversas instituições financeiras. Os criminosos coletavam dados bancários das vítimas por meio de mensagens de celular contendo softwares maliciosos. 
Os prejuízos já confirmados pela investigação e pelas instituições financeiras superam R$ 7,5 milhões, com vítimas em todo território brasileiro e fraudes realizadas até mesmo no exterior.
Os investigados, na medida de suas participações, responderão pelos crimes de furto qualificado, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Fonte: PF

Corpo é encontrado no rio Tietê, próximo a ponte Aricanduva

Riselda Morais

O corpo de um homem vestindo bermuda, blusa com capuz e tênis foi encontrado, na segunda-feira (10), no rio Tietê, em frente à Academia Corinthians, próximo a ponte Aricanduva.
O caso foi registrado no 52º DP, segundo a PM não há indícios de crime. Fonte: PM

Desaparecido



Wanderley Ramos Balbino, 1,72m de altura, negro, 44 anos, filho de Aparecida Ramos Balbino, morador de Barreira Grande, desapareceu no dia  05/04/2017, vestia camiseta vermelha, bermuda jeans, estava descalço.
 Wanderley tem deficiência mental e utiliza medicamento controlado, tem pés com dedos tortos, foi visto a última vez em Sapopemba dia 07/04/2017. 
Quem tiver informações entrar em contato com Aparecida Ramos Balbino (mãe) pelo telefone 11 2256-4740  ou deixe recado com Natuani Cristina Miguel celular 11 96068-7161) ou Vanete Cristina (irmã): vancmig@gmail.com.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Ciclo de violência contra a mulher tem três fases

Riselda Morais

Quando uma mulher se apaixona, tudo que ela quer é viver um grande amor, constituir família, ter um lar. Mas para muitas mulheres este sonho torna-se pesadelo, para umas ainda na fase de namoro e para outras só depois do casamento. Este pesadelo vivido por muitas mulheres não se restringe as brasileiras, mas a mulheres de muitas outras nacionalidades e culturas. Um dos casos mais tristes é o da Mulher da Etiópia, com 18 anos e grávida de três meses, que sofreu estupro coletivo por sete homens no Sudão, a princípio a vitima foi impedida de fazer a acusação formal contra o crime, mas como um deles filmou e divulgou, todos foram presos, inclusive a vítima, acusados de comportamento indecente e produção e distribuição de material indecente e para ela também por prostituição e adultério, com isto tiraram a responsabilidade dos agressores e colocaram a culpa na vítima e o pior é que adultério lá tem como sentença a morte por apedrejamento.
Segundo a Organização Mundial de Saúde, 1/3 das mulheres em todo o mundo, sofrem agressões físicas e abusos sexuais de seus maridos ou namorados que resultam em ossos quebrados, contusões, complicações na gravidez, depressão e outras doenças psicológicas e para muitas a morte, sendo que mais de 600 milhões dessas mulheres vivem em países onde a violência doméstica não é considerada um crime, isto significa impunidade.
Aqui no Brasil não muda muito, o que muda é a forma do feminicídio e esta é uma das principais preocupações das mulheres brasileiras que sofrem mais agressões dentro de casa do que fora. O Brasil ocupa o 7º lugar no ranking de 84 países onde mais se matam mulheres. São cerca de 700 mil brasileiras alvo de agressões dos companheiros, sendo os principais fatores para motivos das agressões os ciúmes e o álcool.
O ciclo de agressões de tais “homens“ contra as companheiras ou namoradas é composto de três fases:
- A primeira fase é composta por crises de ciúmes, agressões verbais, xingamentos e destruição de objetos.
- A segunda fase com explosões de violência, as brigas e discussões chegam ao limite levando a agressão física.
- Na terceira fase, o agressor demonstra arrependimento e medo de perder a companheira, passa a tentar agradar a vítima e muitas vezes ela faz as pazes acreditando que a agressão não vai se repetir e, muitas vezes, além de se repetir é de uma forma que leva-a a morte.
Este é o mal feminino, perdoar aquele que lhe agride e quando perdoa ela participa do ciclo de violência contra si mesma. É na primeira fase desse ciclo violento, o das agressões verbais que a mulher deve repensar seu relacionamento e ver se vale a pena continuar, pensar as consequências para ela para os filhos (se os tem). Ao sofrer ataques verbais e ameaças, a mulher já tem direito a uma rede de apoio, tem direito a psicólogos, assistente social e de afastar o agressor de casa, antes que chegue a fase da agressão física, afinal, é nessa fase que os muitos Boletins de Ocorrência que ela faz, acaba não conseguindo protegê-la, até que as agressões acabam levando-a ao óbito. 
Precisa a sociedade libertar-se da idéia que mulher gosta de apanhar e percebê-la como uma vítima que se acha fraca diante da situação, que muitas vezes é chantageada pelo ex ou companheiro que ameaça matar seus filhos, seus pais, sua família se ela o deixar. 
Precisam os machistas perceberem que a mulher não é sua propriedade, não é obrigada a se submeter a tudo que querem e muito menos aos seus maus tratos. 

Precisam as mulheres, perder a vergonha que sentem de dizer que sofrem agressões de seus ex ou atuais companheiros, se encorajar e perceber-se fortes para denunciar, jamais deixar de lado, pois o silêncio pode ser o pior inimigo em casos de violência doméstica, quanto mais você mulher silenciar, mais será agredida e mais a impunidade reinará e a consequência do silêncio diante das agressões pode ser a sua morte. Se uma mulher agredida pedir medida protetiva e for deferida, se o agressor descumprir a ordem judicial, principalmente se ele se aproximar dela poderá ser preso, mesmo após uma injúria. Denuncie! O Ligue 180, da Central de Atendimento à Mulher funciona 24 horas, no ano passado, registrou mais de 300 mil queixas de mulheres de todo o Brasil, a ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Mulher, lembre-se que você é capaz de se cuidar, se sustentar e de viver bem e que em caso de violência doméstica o silêncio é seu pior inimigo.