Traduzir

Pesquisar

sábado, 12 de abril de 2008

Doe Sangue, Doe Vida

Por: Riselda Morais

Doar sangue é doar vida e não dói.

Doar sangue é também um gesto de solidariedade e conscientização. A doação de sangue é fácil, segura, rápida e qualquer pessoa que tenha saúde e generosidade no coração pode fazer, porque essa é a única forma de ajudar a quem precisa tomar sangue, já que por mais evoluída que esteja a ciência, ainda não há nenhum substituto para o sangue humano, porque o sangue é muito mais que uma substância que corre em nossas veias.
O sangue é um tecido vivo que circula pelo nosso organismo levando oxigênio e nutrientes para todos os órgãos do nosso corpo. O sangue é produzido na medula óssea que fica dentro dos ossos tais como vértebras, quadril e esterno e é composto de hemácias, leucócitos, plaquetas e plasma. As hemácias também são chamadas de glóbulos vermelhos, a função delas é levar às células do organismo, o oxigênio obtido nos pulmões por meio da respiração. Cada elemento tem uma função específica, seja de transporte de oxigênio, proteção do organismo ou coagulação do sangue.
A quantidade de sangue varia de pessoa para pessoa, em média o volume de sangue está entre 4 a 6 litros e doar um pouco não faz falta, não faz mal a saúde e após a doação o organismo recupera a quantidade doada em poucas horas, basta tomar bastante água e líquidos.
Uma coleta de doação de sangue retira em média 450 ml e salva três vidas.
Para doar sangue é preciso:
- Ter entre 18 e 65 anos.
- Pesar mais de 50 kg.
- Ser saudável.
- Apresentar um documento de identificação.
As mulheres podem doar sangue mesmo no período menstrual ou que estejam tomando anticoncepcional. A doação de sangue não oferece nenhum risco de contrair doenças infecciosas e todas as vezes que doa-se sangue são feitos diversos testes e o doador recebe os resultados.

Restrições que impedem a doação de sangue:

- Gestantes ou em período de amamentação. Após o parto normal é necessário aguardar três meses.
- Ter tido gripe ou febre no últimos sete dias.
-Ter tido dengue nas últimas quatro semanas.
- Ser portador de doença de chagas. Morar ou ter morado em casa onde existia o barbeiro.
- Ter epilepsia ou fazer uso de droga anticonvulsivante.
- Ter tido malária.
- Ter tido hepatite ou icterícia após os dez anos de idade.
- Estar em jejum, ter ingerido bebida alcoólica ou refeição gordurosa na últimas quatro horas.
- Ter tido infecção pelo HIV, vírus da hepatite B ou C.
- Ter sido usuário de drogas injetável.

Não podem doar por um período de 12 meses as pessoas que tenham sido expostas a uma destas situações:
- Tenham feito sexo em troca de dinheiro ou drogas ou com parceiros que fizeram.
- Tenham tido vários parceiros sexuais, parceiro desconhecido ou ocasional.
- Homens que tiveram relações sexuais com outros homens.
- Ser egresso de instituições penais.
- Ter recebido ou ter tido parceiro sexual que tenha recebido transfusão de sangue / ou hemoderivados ou feito hemodiálise.
- Ter feito tatuagem.
- Ter tido doença sexualmente transmissível, exceto sífilis que a recusa é definitiva.
- Ter feito uso de droga ilícita, não injetável.
Se você é saudável, não há restrições e pode ser um doador. Lembre-se: Doar sangue é um ato de amor e os doadores são a única fonte de sangue para os pacientes que dele necessitam.

Doe Sangue. Salve Vidas.