Traduzir

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

A cirurgia para correção de escoliose (Por: Riselda Morais)

Na foto ao lado: Dr. Adriano Massayuki Yonezaki com a paciente e minha filha Gabriela

Escoliose é um desvio da coluna para os lados, em forma forma de "S", a coluna pode sofrer uma rotação, a doença pode ser diagnosticada através de Rx da coluna e pode ser tratada com sessões de RPG, uso de colete ou tratamento cirúrgico se estiver medindo mais de 40º.
Há dois anos atrás descobri que minha filha tinha escoliose. Até o diagnóstico eu nunca tinha ouvido falar nesta doença, faltava-me informações a respeito. Quando descobri que a Gabriela tinha escoliose fiquei desesperada, por falta de conhecimentos entrei em pânico e parecia-me que aquele era o único caso do mundo, por isto, estou inserindo este tópico, não como jornalista, mas como mãe para levar informações a outras pessoas que estejam se sentindo como me senti. A descoberta da doença se deu quando minha filha já tinha mais de doze anos e antes não havia nenhum sintoma, nada que levasse eu e meu marido a imaginar que nossa filha fosse ser acometida por essa doença. Achando que poderíamos ter deixado de prestar atenção nela em algum momento, a levamos ao pediatra para sabermos se ele, em algum momento havia percebido a doença e recebemos uma negativa. Pensamos em muitas possibilidades para sabermos o que poderia ter causado aquele desvio na coluna de nossa criança, entre as possibilidades estava o peso da mochila escolar, que era pesada para uma criança carregar. A partir daí, levamos a Gabriela em vários médicos e o diagnóstico era sempre o mesmo, "escoliose", o caso dela é cirúrgico. Ficávamos inconformados, chorávamos só de imaginar que nossa filha iria passar por uma cirurgia. Muitos medos surgiram, dúvidas e inúmeras perguntas. Pesquisamos na internet para obtermos informações sobre a doença e a levamos em mais de dez ortopedistas para ouvirmos suas opiniões e nada era satisfatório. Uma frase que nos aterrorizava era: "É uma cirurgia de alto risco, se houver lesão na medula ela pode ficar paralítica". Ah, baixava o desespero e as lágrimas faziam-se nossas companheiras.
Em um momento iluminado por Deus, marquei uma consulta com um médico ortopedista e traumatologista, especialista em coluna e a levei.
Nesta primeira consulta com Dr. Adriano, os mitos começaram a ser desfeitos, o enchi de perguntas e ele respondia a tudo com clareza, paciência, atenção e muita honestidade. O diagnóstico foi de que tratava-se de uma escoliose idiopática, sem uma causa específica.
A partir daí tomei conhecimento que a escoliose é uma doença antiga e que pode aparecer em qualquer idade, mas acentua-se ou aparece com o crescimento e que na maioria dos casos, aparece na adolescência.
Só percebia-se que a Gabriela tinha escoliose quando ela inclinava-se para a frente, assim podia-se verificar que suas costas não estavam em nível, um dos lados estava mais elevado que o outro e quando em pé, de frente, percebia-se que os ombros não estavam nivelados, um estava mais baixo que o outro. Ela não reclamava de dor, apenas descoforto nas costas e sempre pedia-me massagens.
O Dr. Adriano solicitou um Rx Panorâmico (é feito de toda a coluna, sem cortes, em um único filme) e foi aí que depois de ligar para dezenas de lugares que realizava exames de radiologia, descobri que nesta imensa cidade que é São Paulo, só dois lugares o realizava, um no Ibirapuera e o outro no Hospital Paulistano. Fomos ao Paulistano. Com o Rx em mãos o médico mediu os graus, estava em 46º. Nos explicou que até 40º pode-se fazer uso de colete, mas no caso dela não adiantava. Diante de nossa resistência a cirurgia ele prescreveu RPG e recomendou que ela continuasse fazendo natação, como já fazia três vezes por semana, para relaxar, alongar e fortalecer a musculatura na tentativa de segurar a coluna. Durante o tempo que ela fez as sessões de RPG (Reeducação Postural Global) a escoliose oscilou, em um mês diminuiu oito graus e no mês seguinte aumentou dez graus, o ápice, chegando a 53º. Não tínhamos saída, o caso era realmente cirúrgico.
O cirurgião nos explicou que a cirurgia é de grande porte, poderia durar até oito horas e é de risco." Toda cirurgia tem risco", disse ele. Nossa maior preocupação era que a cirurgia causasse perda de movimentos, foi aí que ele nos explicou que para evitar qualquer lesão neurológica, a cirurgia para correção de escoliose pode ser monitorada, trata-se de outro médico que coloca eletrôdos no paciente e o monitora através de um computador, garantindo que a correção será feita sem prejudicar os movimentos do paciente, a medula não é comprimida. Planos de saúde não pagam o monitoramento, mas ficamos certos que ela só faria a cirurgia com a monitoração. Outra atitude do médico que nos traqüilizou e nos levou a confiar muito nele, foi retirar uma câmera fotográfica de sua mochila e nos mostrar algumas fotos, as costas de adolescentes, meninas (a escoliose acomete mais as mulheres) da idade de minha filha, antes e depois da cirurgia e algumas fotos feitas durante a cirurgia, nos mostrava com detalhes os procedimentos da cirurgia, a colocação de hastes de titâneo, enxertos ósseos e parafusos colocados na coluna da paciente. Em todas as consultas que nos mostrou fotos das cirurgias eu sempre perguntava: - " E correu tudo bem"?. A resposta era sempre positiva, com um leve sorriso de satisfação, reação de quem conhecia sua própria competência. Uma única vez ele disse que uma garota que estava com mais de 100º de escoliose, depois de cirurgia uma haste havia soltado, bem eram graus demais.
Durante duas semanas a Gabriela passou com o pediatra, cardiologista e clínico geral fazendo exames pré-operatórios. O clínico descobriu que o pulmão direito dela já não expandia tanto quanto o esquerdo devido a escoliose, a curva da coluna comprimia o pulmão.
Na sexta-feira, 08/02/2008 às 10:00 hs internei a Gabriela no Hospital Paulistano para realizar a cirurgia no sábado 09/02 às 7:00 hs da manhã. A confiança de que tudo ia correr bem estava em 100%, estávamos preparadas psicológicamente, ela queria muito a cirurgia e estava nas mãos de um médico que por quase dois anos nos deu provas de sua competência. Sempre que o ouvia falando da cirurgia, mostrando detalhes, pensava: "Bendito seja Deus, que te concedeu mais que inteligência e conhecimentos, Ele te concedeu o dom de curar. Suas atitudes são de quem ama o que faz".
A noite foi longa, não conseguimos dormir. Ela ouvia o MP4, usava o celular, via TV e conversava comigo o tempo todo. Quando eu dizia-lhe para dormir, ela respondia: "Não mamãe, já vou dormir muito com a anestesia amanhã". As seis da manhã meu marido chegou e ficou conosco no quarto. Antes das sete da manhã, o pessoal do centro cirúrgico veio buscá-la. Fomos juntos do primeiro para o quinto andar, ela entrou para o centro e nós ficamos na sala. Poucos minutos se passaram e uma enfermeira veio buscar-me para ficar com ela, estava agitada, procurei acalmá-la. Logo, três membros da equipe do médico dela se aproximaram e começaram a conversar conosco. Era o anestesista, um membro do monitoramento e um médico, mas o Dr. Adriano ainda não havia chegado, os médicos deram início a alguns procedimentos básicos, fizeram-me perguntas, queriam saber se ela era alérgica a medicamentos e por fim, disseram: - Mãe, agora ela fica com a gente, a senhora pode ir". Este foi um momento difícil, por um instante queria colocá-la em meu ventre outra vez e não deixar ninguém chegar perto. Mas, não pudia deixar que ela percebesse, então a beijei e disse-lhe: - Te amo filha, seja forte, corajosa, a minha guerreira! Ela me deu um sorriso.
Na sala de espera perguntei para a recepcionista dos médicos se o médico dela havia chegado, ela olhou na lista e falou o nome de mais dois médicos que já se encontravam lá, mas o Dr. Adriano ainda não. Fiquei preocupada. - Fique tranqüila, primeiro chega a equipe e vai adiantando, os bam bam bam só chegam quando já é para agir mesmo", disse ela.
O sábado foi o dia mais longo de minha vida, ela entrou no centro cirúrgico as 7:00 hs e saiu às 16:30hs. As horas passaram a ter 90 minutos para mim, por mais que controlasse meus medos, eles me fizeram companhia e precisava fortalecer meu marido, dizendo-lhe que ia dar tudo certo. De vez em quando pedia para telefonarem no cirúrgico e perguntarem como a Gabriela estava, a resposta era que ela passava bem, mas a cirurgia ia demorar a acabar. Depois informaram que poderia terminar entre duas e três horas. Algum tempo depois o médico responsável pelo monitoramento saiu com uma mala enorme de equipamentos e veio falar conosco:
- Correu tudo como vocês queriam, está tudo perfeitinho como o esperado, nos tranqüilizou.
- Ela está com todos os movimentos e sem lesões neurológicas? - Perguntei.
- Sim, correu tudo bem, ela vai demorar a sair ainda, porque estão fechando, sabe como é, por camadas.
As quatro e meia da tarde a Gabriela saiu do centro cirúrgico, estava com os lábios brancos, pálida, gelada e tremia muito devido ao efeito da anestesia passando. Deixaram-nos falar com ela, estava meio confusa, mas consciente e se movimentando, a levaram para a UTI - Unidade de Terapia Intensiva onde ela teve que ficar durante 24 horas após a cirurgia. Logo a equipe médica veio falar conosco: - "Correu tudo bem", disse Dr. Adriano, que segurava um raio x da coluna dela depois da cirurgia.
- Deu tudo certo, né doutor? - perguntou meu marido.
- A primeira coisa que ela fez quando estava acordando da anestesia foi se espriguiçar, mexeu os pés e as mãos. - disse sorrindo o Dr. Luciano, membro da equipe.
Bom, não nego que olhei o raio x com admiração, um trabalho muito bem feito a colocação das duas hastes com quinze parafusos de titânio.
Permitiram que eu ficasse dentro da UTI. Fiquei aflita com a Gabriela coberta com dois cobertores térmicos, tremendo e me pedindo para colocar-lhe uma meia.
- Logo o frio passa mãe e ela vai pedir para tirar os cobertores, o centro cirúrgico é muito frio, a cirurgia foi longa, é o efeito da anestesia passando, disse-me um membro da UTI que a acompanhou durante e depois da cirurgia, ficando na UTI.
Uma enfermeira quis me convencer que seria melhor eu sair, mas fui enfática:
- Só saio daqui quando ela parar de tremer, a pressão (8x3) estabilizar e ela estiver dormindo.
É eles me deixaram lá e assim aconteceu.
No domingo, ficamos com ela das onze às onze e meia e quando chegamos na UTI na visita das 17:00 hs às 17:30 hs ela estava assistindo o jogo do Corinthians e vibrando por que ele estava ganhando. Foi uma alegria. Por volta das 18:30 hs ela foi para o quarto 124, onde fiquei com ela. A recuperação rápida me surpreende a cada dia, na segunda-feira ela já caminhou pelos corredores do hospital e na terça-feira teve alta. Na sexta-feira, 15/02 fizemos uma visita ao médico que nos explicou o procedimento realizado, olhou a cirugia que está cicatrizando muito bem, já que foram feitos pontos internos (tipo de plástica). Nesta noite de segunda-feira, 18/02 ela comemorou porque conseguiu deitar de lado, sem o encosto que usava desde que chegou do hospital, fizemos foto e nos alegramos com cada momento dela, cada sinal de recuperação, cada coisa simples que ela fazia sem sacrifícios antes da cirurgia, e agora no pós-operatório sentia dores ou medo de fazer. Cada momento, um vitória nas coisas mais simples.
Ela pode levar uma vida completamente normal, comer de tudo exceto pedra.
Março: - Gaby voltou a escola na primeira semana de março, mais precisamente dia 10 e já recuperou as matérias e as notas perdidas durante o mês que ficou de repouso.
Abril: - No final de abril dançou durante festa de comemoração dos seus quinze anos e não sentiu nenhuma dor.
(Fotos em nossos álbuns do orkut - Riselda Morais e ou Gaby Malta).
Na rotina diária: - Diz que as vezes até esquece que passou por uma cirurgia na coluna.

Álbum da recuperação da Gaby:http://www.orkut.com.br/Main#Album.aspx?uid=381172120215251444&aid=1222085885


92 comentários:

Lusiana disse...

Primeiramente obrigada pelo seu relato. Meu nome é Lusiana sou mãe da Danielle (de Recife) tenho uma netinha,a Julliana de 10 anos, que passa pela mesma situação vivida pela Gabriela.Foi uma benção termos lido o seu blog nos tranquilizou bastante.Que Deus lhes acompanhem sempre,um grande abraço.....LU CARVALHO

Edna disse...

Riselda, fiquei muito feliz em ler seu depoimento, e gostaria de uma favor se possível, o tel e enderenço do Dr Adriano, milha filha Mayara também precisa de uma cirurgia de escoliose, talvez um pouco mais complexa que a da Gabriela. Meu e-mail é edna_mrc@hotmail.com.
Obrigada e sucesso, e muitas benções a Gabriela.

Riselda disse...

Fico feliz que as informações tenha lhe ajudado a entender melhor a doença e teve uma influência positiva para vocês. É essa a idéia, esclarecer e fortalecer quem passa pelo mesmo problema, é importante sabermos que a doença pode ser vencida.
Diga a Danielle para ser forte e confiar que a medicina avançou muito e para a Juliana que estou torcendo por ela, a vitória será toda dela, assim como também é de minha filha.
Beijos e boa sorte!

Riselda disse...

Oi Edna
Estou te enviando o e-mail com os telefones do Dr. Adriano.

Beijos e boa sorte.

FLOR disse...

RISELDA Q TEXTO MARAVILHOSO!!
ME REMETI À SUA HISTÓRIA E VIVENCIEI TUDO!!
MAS VENCEMOS NÉ AMIGA??
FIQUEM COM DEUS...BEIJAUM DA FLOR

Riselda disse...

Obrigada Flor
Tem razão, nossas histórias são bem parecidas e o relato de uma sempre remete ao da outra. Mas graças da Deus vencemos e continuamos na luta.

Beijos

carlosp disse...

Mais uma historia,que final feliz.... passamos pelos mesmos medos,pois a historia de nossa filha Nayara é igual ou parecida com a sua,nossa menina tem 13 anos é diagnostico cirurgico pra escoliose idiopatica,quantos medos ,quantas duvidas e incertezas,mas tambem quanta esperança,obrigado por este depoimento consolador e vitorioso.

Riselda Morais disse...

Oi Carlos

Os medos, as dúvidas e incertezas são normais diante de tais situações, mas precisamos enfrentar todos os medos e incerteza e lutar acreditando no melhor sempre. Acredite, vai dar tudo certo com a Nayara e vale a pena.

Boa sorte para todos e conte comigo.

DudaMaria disse...

Olá Riselda,
Acabei de ler seu relato sobre a cirurgia.
Descobri aos 16 anos minha escoliose em S com 40 e 41 graus, não lembro qual éw o de cima e qual é o de baixo. Fiz 4 anos de pilates e dois de rpg, agora estou malhando mesmo p ficar mais cheinha pois sou muito magra.
Ultimamente pensei muito me me operar, mas tenho medo e não gosto da ideia de ter uma cicatriz.
Bom se você puder me ajudar a tirar umas dúvidas sobre o pos operatótio eu ficarei muito contente!

Riselda Morais disse...

Oi Duda
O procedimento cirúrgico é o último recurso e realmente difícil de ser encarado, a decisão é sempre do médico, quando ele diz precisa fazer o melhor é encarar, para o próprio bem. Quanto a cicatriz é inevitável, mesmo quando se faz pontos de plástica como é o caso da Gaby, mas ela convive bem com a cicatriz, não há complexo e nem trauma. O que os médicos dizem a respeito da sua escoliose?
Se quizer me contactar via e-mail é: riseldamorais@yahoo.com.br

Beijos e boa sorte

Neri disse...

Riselda, estou muito nervosa porque meu filho luan de 09 anos vai ter que passar por uma cirurgia de escoliose tipo essa de sua filha, vai ser realizada em julho deste ano, li seu relato, acalmei um pouco,mas ainda estou nervosa e rezando muito para tudo dar certo. Gostaria de saber mais sobre a cirurgia e a recuperação. um abraço... nérilucia

Riselda Morais disse...

Olá Neri,desde já boa sorte para seu filho e espero que esteja mais calma.
Quanto a mais detalhe sobre a recuperação de minha filha, hoje, 1 ano e quatro meses depois ela leva uma vida completamente normal, faz acompanhamento 1 vez ao semestre e não sente dores. No meu orkut:http://www.orkut.com.br/Main#Album.aspx?uid=381172120215251444&aid=1222085885 tem um álbum da recuperação dela, passa por lá, está passo-a-passo.
Pode me contactar no e-mail: riseldamorais@yahoo.com.br e falamos mais detalhes.

Beijos

Alice disse...

Ola bom dia,

parabens pelo sucesso de sua filha. Riselda, tenho uma filha de 12 anos, que luta ha dois anos com exercicios para fugir da cirurgia. Agora ela usara o colete para retardar um pouco a escoliose. Mesmo assim, a equipe medica que cuida dela (ela é atendida na Rede Sarah, aqui em Brasilia)estudam a possibilidade da cirurgia. O grau de curvatura esta em 38, crescendo rapidamente, o que nos assustou. Mesmo estando com uma equipe otima, gostaria da opiniao de outros. Poderia me enviar o contato do medico que ajudou sua filha? Imagina nosso desespero.Um grande abraco a toda familia.
Alice
alicecoliveira@yahoo.com.br

Dafni_douglas disse...

Eu tenho Escoliose,
e estou com mt medoo, pois tbmm só tenho 13 anos o medicoo falou p/ min passar com um especialista e ver p/ min não ter de passar por uma cirungia, de alto risco.
tenho medooo

îѕαвєlα disse...

fiquei aliviada , muito obrigada por postar o relato .. meu nome é isabela e vou passar por umqa cirirgia no m~es que vem .. mas minha mãe quer saber qual o preço da cirurgia particular por favor me responda quanto a senhora gastou na cirurgia de sua filha ??

îѕαвєlα disse...

fiquei aliviada , muito obrigada por postar o relato .. meu nome é isabela e vou passar por umqa cirirgia no m~es que vem .. mas minha mãe quer saber qual o preço da cirurgia particular por favor me responda quanto a senhora gastou na cirurgia de sua filha ??

Riselda Morais disse...

Olá Alice
Desculpe a demora em responder. Enviarei os telefones e endereço da clinica via e-mail. Mantenha contato comigo através do e-mail que vou enviar.

Aguarde, beijos e boa sorte.

Riselda Morais disse...

Olá Isabela
Querida, é normal ter medo... quem não o tem? Mas procure fazer do seu medo seu aliado e não seu inimigo, lute contra a escoliose sim, passe pelo especialista e faça todas as perguntas necessárias para eliminar seus medos, faça uma sabatina, questione, peça explicações e esclarecimentos. Quanto ao preço da cirurgia, o plano Dix Amico é quem pagou. Mas outras garotas que tinham escoliose, algumas até vieram de Estados como MG, outras daqui de São Paulo mesmo que fizeram a cirurgia com sucesso falaram em valores como 90.000,00 e 120.000,00 depende do tipo de material, tipo de hospital (internação) e da equipe médica. Independente de onde e com quem vai fazer a cirurgia, não abra mão do monitoramento, ele não custa muito e é muito importante.Mantenha contato comigo pelo e-mail: riseldamorais@gmail.com

Beijos, coragem e sorte

Daiane disse...

Ola Riselda td bem.... Eu tenho escoliose e ia passar por uma cirurgia no mes de jubho mas eu engravidei... eu gostaria de saber quanto tempo leva a recuperaçao ja que tenho um filho pequeno agora... Rssss.... Grata, Daiane

Riselda Morais disse...

Olá Daiane
Acho que quem deveria te responder a esta pergunta é um médico. Mas tomando por base a recuperação de minha filha Gabriela, da Flavinha e outras garotas que conheci, no dia seguinte elas já andaram. A Gaby fez a cirurgia em fevereiro, em março voltou para a escola, em abril dançou e poucos meses depois voltou para a academia. Creio que varia de pessoa para pessoa o tempo de cicatrização e de recuperação.
Mantenha contato por e-mail, tem o endereço no blogger.

Beijos e boa sorte

iraiperes disse...

Irai
Boa noite Riselda!
Li seu depoimento somente agora, pq nesse exato momento vivo o mesmo drama, minha filha precisa de uma cirugia de escoliose e fico procurando informações de todos os lados. Fiquei confiante depois que li seu relato. Por favor, se ainda tiver, me passe o telefone do Dr. Adriano, gostaria de passar numa consulta com ele, é sempre bom mais de uma opinião médica.
Meu e-mail é iraiperes@hotmail.com
Obrigada!
Fique com Deus
Irai.

.CláudioღEdinete disse...

Gostaria que você enviasse para o meu email o telefone do Dr. Adriano e os endereços.
netxi_20@hotmail.com
O meu caso e grave ....quanto custou a cirurgia de sua filha?
Me responde logo, por favor.Obrigada

orlean disse...

meu nome é orlean, tambem passo pelo mesmo problema que sua filha passou.
tenho esperança que um dia,eu tambem possa tratar desse problema e voltar ter uma vida normal.

Riselda disse...

Olá Irai
Já enviei os telefones de Dr. Adriano.
Boa Sorte e mantenha contato.

Bjs e boa sorte

Riselda disse...

Olá Claudio e Edinete
Enviei os telefones por e-mail, mas gostaria de saber mais sobre teu problema. Me envia um e-mail.

Bjs e boa sorte

Riselda disse...

Oi Orlean
Não deixou nenhum meio de contato. Me envia um e-mail para riseldamorais@terra.com.br me fala de você, idade, cidade onde mora, tudo que queira. Quem sabe conseguiremos encontrar o caminho certo para teu tratamento.
Bjs e mantenha contato.

leticia disse...

Olá Riselda!!! estava lendo seu blog no qual você contou a experiencia sobre a cirurgia da sua filha Gabriela na correçao de uma escoliose. Tenho também uma escoliose, hj ela está com 36° e tenho muito medo do que possa vir acontecer futuramente, dá cirurgia, do pós cirurgia, porque sei que um dia vou precisar também, a sua publicação me acalmou muito, mas mesmo assim ficam algumas dúvidas, como sua filha está hoje, sente alguma dor, tem acompanhamento médico como vive hoje?

Obrigada! Letícia Rosa

Riselda Morais disse...

Olá Leticia

Segundo o médico de minha filha 36º ainda não é indicação cirúrgica. Você não me disse que idade tem e se faz algum tratamento como uso de colete, RPG, natação.Pode ser que não tenha que fazer a intervenção cirúrgica.
Minha filha está muito bem, hoje ela faz acompanhamento médico anualmente, uma visita ao Dr. Adriano por ano, geralmente faz RX panorâmico mas graças a Deus está sempre tudo bem, ela não sente nenhuma dor além das normais que nós que nunca tivemos escoliose sentimos quando ficamos muito tempo em pé ou sentada. Ela tem uma vida completamente normal, faz estágio durante o dia, faz faculdade a noite, namora, passeia e convive muito bem com cicatriz. Não ficaram traumas ou revoltas.
Bjs e mantenha contato. Me envie e-mail riseldamorais@yahoo.com.br; riseldamorais@gmail.com.br

ddrico disse...

Riselda, sou Adriano, minha filha de 16 anos tem escoliose, por coincidencia eu também passarei com o Dr. Adriano.
Na 1ª consulta ele já disse que talvez fosse caso cirurgico, mas pediu o rx digital.
As astes colocadas, nunca serão retiradas, é isso?
Quanto ao monitoramento dos movimentos, o profissional é pago por fora, o convenio não cobre?
A cirurgia é minimamente invasiva?
Como está hoje sua filha, recuperada, sente dores, ficou alguma sequela?
Bom, espero que tudo esteja bem com ela e com sua família.
Obrigado pelas informações.
No fim de abril, levarei os exames ao Dr. Adriano. Tomara ele passe somente RPG, aguardemos. Não sabemos ainda a inclinação da coluna.
Grande abraço
Adriano (de Santo André - SP)

Andrea disse...

Minha filha se chama Gabriela, tem 17 anos e teve o mesmo diagnóstico da sua GABI. Moramos no Rj e ainda não tnho resultados de exames para saber com certeza se ela vai operar, mas acredito que seja a única saída. Foi muito bom ler seu relato, pois estou inconsolável. Obrigada por ter postado isto na internet. Me ajudou demais.
Meu email é andrearochaoliveira@gmail.com

Riselda Morais disse...

Olá Adriano
Acredite, se está nas mãos de Dr. Adriano está em ótimas mãos.
Não sou médica e acho que Dr. Adriano te responderá com propriedade a tudo, vou te responder conforme meus conhecimentos mas peço-lhe que faça as mesmas perguntas ao Dr. Adriano.
- Não, as hastes nunca serão retiradas, elas cimentam na coluna ao ponto de os parafusos tornarem-se desnecessários com o passar do tempo, mas os de minha filha estão muito bem e ela não vai retirar nada.
- O plano de saúde não cobre o monitoramento, mas o Dr. Adriano conseguiu que a empresa que vendeu o material cobrisse essa despesa. Nós havíamos pago e o médico monitor nos devolveu o valor.
- Sim, é uma cirurgia de grande porte.
A Gaby está muito bem, linda, saudável, fazendo faculdade e estágio, namorando e sendo muito feliz.
Se quiser ver fotos dela acesse meu orkt. Pode encontrar procurando pelo endereço riseldamorais@terra.com.br ou pelo nome Riselda Morais.
Mantenha contato, quero acompanhar o caso de sua filha como você permitir.
Um grande abraço e muita boa sorte.

Riselda Morais disse...

Olá Andréia
Não sofra por antecedência, aguarde o resultado dos exames. É um choque quando descobrimos e o desespero vem mesmo, mas precisamos ser fortes para fortalecermos nossas meninas, estar confiante é muito importante para que elas reajam bem ao tratamento independente de qual seja ele,conte comigo, não estão sozinhas.
Mantenha contato, independente do diagnóstico.
Um abraço bem apertado, sei que está precisando dele e quando sua filha estiver bem, repasse-o a outra mãe.

Riselda Morais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Riselda Morais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Riselda Morais disse...

Olá Dafni
Perdão querida, respondi a você dentro da resposta da Isabela, agora é que percebi.
Querida, é normal ter medo... quem não o tem? Mas procure fazer do seu medo seu aliado e não seu inimigo, lute contra a escoliose sim, passe pelo especialista e faça todas as perguntas necessárias para eliminar seus medos, faça uma sabatina, questione, peça explicações e esclarecimentos.
Só os exames e o diagnóstico de um ortopedista de coluna pode te dizer se é necessário fazer a cirurgia, pode ser que ele te receite apenas RPG ou uso de colete.
Querida, mais uma vez peço-lhe desculpas e também que mantenha contato comigo, quero ter noticias sobre seu caso.
Bjs

ddrico disse...

Olá Riselda, sou Adriano, obrigado por responder.
Bom, pela ansiedade, fui a outro médico, pq a consulta com o Dr. Adriano ia demorar muito. Mas volto nele ainda. Esse outro médico olhando a radiografia digital, disse que tem 38 graus de inclinação e que não é caso de cirurgia, pelo menos por enquanto.
Receitou rpg e natação ou pilates.
Disse que a estrutura óssea esta evoluida (pronta) e que o que inclinou não volta. Disse tb que pode evoluir 2 graus por ano se evoluir. Aí mais pra frente se houver evolução, pode haver intervenção cirurgica. De qquer modo ficamos bastante aliviados.
Agora é pegar firme no rpg e natação e pedir a Deus que não progrida.
Um alívio.
Agradeço sua atenção e vou mantendo contato.
Fique com Deus !!! e que ele ajude a todos que se encontram com esse problema.
Adriano.

Yara Sampaio disse...

yara sampaio: riselda sou mãe de uma menina de 16 anos com escoliose avançada e estou completamente perdida...gostaria de te pedir ajuda,orietação,se possivel gostaria de ummeio de contato,um telefone ou email....o meu é yarinhasampaio@hotmail.com...preciso saber por onde começar pra ajudar minha filha
gostaria de saber qual o medico que encaminhou ela pro dr. adrian...espero anciosa noticias...que Deus te abençõe.
agradecida!
Yara sampaio

Senhor Tua Graça Me Basta! disse...

Oi Riselda meu nome é Alane, tenho 21 anos e tenho escoliose com 45º, tenho que fazer cirurgia mas não tenho coragem. Confesso que através do seu relato surgiu em mim uma esperança. Obrigada! Fiquei muito feliz pelo sucesso de vocês! Eu gostaria de saber o telefone desse médico e quanto você gastou com a cirurgia, tudo no geral. Por favor me responde. Aqui está o meu e-mail: dhayanjinha@hotmail.com
Deus continue abençoando vocês cada vez mais.

Riselda Morais disse...

Olá Adriano
Nossa, que notícia boa... fico muito feliz por todos vocês. Estarei na torcida para que não evolua, ao contrário, que regrida.
Mantenha-me informada sobre os resultados do tratamento.
Bjs a todos e toda boa sorte do mundo.

Riselda Morais disse...

Olá Alane

Estou enviando todos os contatos do Dr. Adriano via e-mail.
A partir de agora manteremos contato.
Jamais perca as esperanças Alane, tampouco a coragem. Acredite que vai dar tudo certo, confie na evolução da medicina, em Deus e em sua capacidade de superação. Você é capaz, pode fazer dar tudo certo.

Beijos, estou te enviando o e-mail.

Riselda Morais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Riselda Morais disse...

Olá Yara

Calma amiga, aos poucos as coisas vão acontecendo. O primeiro passo é levá-la a uma consulta com um ortopedista de coluna, ele vai pedir um Raio X panorâmico (este tipo radiografa toda a coluna sem cortes no filme) e medir o grau de escoliose de sua filha. Dependendo do grau ele pode indicar tratamentos como RPG e natação para fortalecer a musculatura e segurar a coluna, pode indicar o uso de colete ou se estiver acima de 40º é possível que diga que o tratamento é cirúrgico.
Quando o caso é cirúrgico, precisa-se de um Ortopedista Cirurgião de Coluna. Meu celular é (11) 8197-3612 e-mails riseldamorais@gmail.com
Se mora em São Paulo me envia um e-mail e te retorno com números das clínicas onde Dr. Adriano trabalha, pode marcar uma consulta com ele sem encaminhamento.

Beijos e mantenha contato.

Yara Sampaio disse...

obrigada riselda, não moro em são paulo,mais trabalho ai de vez em quando,de qualquer forma tenho parentes em são paulo,estarei indo pra ai por esses dias ,entrarei em contato com vc assim que chegar.Quando ela tinha 12 anos começou usar o colete,mais naum foi adiante tinha muita vergonha e parou eu numca mais busquei outros medicos,de forma que acho que terei de começar do zero mesmo...sinto me grata pela tua atenção!

atenciosamente
Yara samapio

NILDOPD disse...

Olá Riselda, estou para fazer uma cirurgia na coluna, mas estou em fase dos primeiros exames, o Rx panoramico, ressonancia e tomografia, o meu plano também é o da DIX Amico e gostaria de saber se vc teve que pagar algum valor da anestesia.
Obrigada
Thamyres.

Riselda Morais disse...

Bom dia Nildo

Não se paga nada da anestesia, o plano cobre todas as despesas, equipe médica, internação, anestesia, medicação. A única coisa que o plano não cobre é monitoramento, porque este é opcional.

Jackson disse...

Ola Riselda, muito obrigado pelo relato, pois minha namorada que por coincidência se chama Gabriela, também irá passar por esta cirurgia, e eu estava muito assustado.

Jehany M disse...

Olá Riselda , por favor eu preciso de sua ajuda, para me dizer algumas informaçoes da cirurgia , estou com mesmo caso que sua filha e estou desesperada porque onde moro nao tem medico especializados, moro no interior de sp. me adcione no msn jeanemartins.s@hotmail.com por favor!! eu agradeço!

Oscilange disse...

Riselda, gostaria de agradecer, Foi lendo o seu blog quando descobri que minha filha teria que fazer cirurgia para escoliose, que ouvi falar sobre o monitoramento da coluna "potencial evocado", minha filha fez a cirurgia com o uso do monitoramento foi pago pelo convenio, não desembolsei nada......e graças ao monitormanento minha filha não esta paraplegica, houve complicações detectadas a tempo pelo neurofisiologista, e a minha pequena ficou 05 dias sem mexer a perna esquerda....mas agora está tudo bem...Não deu para corrigir
toda a escoliose ainda ficou com
20º...mas passo para agradecer pois ve-la andando não tem preço.

Riselda Morais disse...

Olá Jeane

Calma, desespero não vai te ajudar, precisamos manter a calma para termos condíções de encontrar os meios dos quais precisa. Me envie um e-mail para riseldamorais@gmail.com e me fala de você. Vamos trocando informações, tenho certeza que você vai encontrar médicos para lhe tratar.
Bjs

Riselda Morais disse...

Nossa Oscilange, imagino o quanto deve ter sido difícil vê-la sem movimentar as pernas. Que bom que optaram pelo monitoramento, estou feliz que no final tenha dado tudo certo. Quanto ao grau, alguns meses depois tende a diminuir um pouco, da Gaby reduziu para 12 e no final ainda diminuiu mais 2 graus. A idéia é não corrigir tudo mesmo, quando se tenta corrigir tudo acaba lesionando a medula, dai as paralisias.
Beijos para você e sua filha, toda sorte e mantenha contato.

letícia disse...

Olá Riselda, tudo bem? É provável que eu venha fazer a mesma cirurgia que a sua filha fez e eu gostaria de saber uma coisa: no pós-operatório ela sentiu algum desconforto, náusea, vômito, tontura? Eu fiquei curiosa porque percebi que você não citou nenhum deles em seu relato.

Beijos e muito obrigada!

Natália Moreira disse...

Bom dia Riselda,
Me chamo Natália, e tenho uma escoliose bem avançada, hoje com 23 anos.
Fiquei muito feliz em ler o seu depoimento, que Deus continue usando a sua vida para abençoar a vida de outras pessoas que passarao por esse processo.
Obrigada!!!!

Riselda Morais disse...

Olá Leticia
Realmente não citei. É que essas reações de vômito, nauseas... são reações que as pessoas têem quando está passando o efeito da anestesia. Não faz parte da escoliose e sim de qualquer cirurgia, mas ela vomitou sim, acabou com o estoque de toalhas da UTI. Rs, rs, ficou muito chateada porque vomitou a sobremesa.

Riselda Morais disse...

Obrigada Natália
Com quantos graus você está? Está fazendo acompanhamento?
Que Deus abençoe você também.
Bjs

cadu disse...

Riselda
Tudo bem?
Vi seu relato no blog e meu filho tem escoliose e ja estao começando as dores.
Gostaria de saber o telefone do Dr.Adriano. Mandei emails pra vc e logico gostaria de tirar algumas duvidas com vc!
Meu email é marcelo.cadu@terra.com.br Fico no Aguardo dos telefones.Já estou bem aflito evejo que ele é um otimo cirurgião.
Desde já agradeço !
Abs
Marcelo

Geilli disse...

Bom Dia Riselda.
Bem foi muito bom ler o seu relato,pois neste momento estou passando por esta situação,minha filha tem 12 anos e esta com 41ºgraus de escoliose e começou usar o colete pata evitar que progressão da escoliose,vai usar durante 1 ano,e gostaria de saber se vc poderia me passar o telefone e endereço do Dr.Adriano,para tirar algumas duvidas.Meu nome é geilli meu email é geillirosa@yahoo.com.br.Espero ansiosa.Deus abençõe vc e sua filha,e nós como pais temos vontade de passar todas as dificuldades no lugar dos nossos filhos,mas Deus tem um próposito para cada um de nós e ele quer essa dedicação da minha filha e quero estar pronto para dar todo suporte para ela.Beijos querida Fico feliz pela Gabriela.

Riselda Morais disse...

Bom dia Marcelo
Enviei os telefones das clinicas onde Dr. Adriano atende via e-mail. Boa sorte e mantenha contato.

Riselda Morais disse...

Bom dia Geilli

Entendo perfeitamente o que está passando, 41° já é um nível considerável, creio que não vai ser fácil controlar a evolução com colete, mas vale tentar tudo não é mesmo?
Estou enviando os telefones de algumas clinicas onde o Dr. Adriano atende, vai ser bom fazer uma consulta com ele.
Bjs e boa sorte.
Mantenha contato.

Thais disse...

Boa tarde Riselda.

Tenho 24 anos e meu pai descobriu minha escoliose com 7 anos...sempre tive pavor de fazer a cirurgia, pois o medico me disse que todas as cirurgias tem seus riscos e que o risco desta era de ficar paraplegica, ai pensei: não sinto dores, pq vou me arriscar?!...mas com seu depoimento, confesso que deu uma certa "coragem". Vc pode me passar os contatos do Dr. Adriano?
meu email é thaisgramalho@hotmail.com

Obrigada!

Riselda Morais disse...

Olá Thais

Enviei os telefones do Dr. Adriano no e-mail solicitado.
Vale a pena consultar mais de um especialista, se tivesse feito isto antes com certeza teria descartado a opinião do primeiro.
Bjs e boa sorte!

Thayná Cunha disse...

Hoje faz 1 mes e dois dias que fiz minha cirurgia de escoliose , eu tenho 16 anos , tinha 60 graus e descobri a uns 4 a 5 anos ... usei o colete , fiz fisioterapia , rpg , natação e outros tipos de exercicios para coluna e nada adiantou ,assim que eu soube que meu caso virou cirurgico entrei imediatamente para a fila de operação do hospital into , mais ate hoje estou na fila e com o mesmo numero , ate que meu pai recebeu uma proposta de serviço com plano de saúde , foi ai que minha vida começou a melhorar , depois de mais de 20 hospitais e médicos diferentes encontrei o que me deu total apoio e segurança - Dr André Loyello , depois de 2 meses fiz a cirurgia e hoje estou ai suuuuuuper feliz com minha cirurgia , me sentindo super bem ... não me arrependo de NADA e ocorreu tudo OTIMO graças a deus .

Riselda Morais disse...

Olá Thainá, parabéns
Seu depoimento é muito importante para outras pessoas portadoras de escoliose, saber que está tudo bem com quem já realizou a cirurgia é um referencial importante, que fortalece e encoraja as meninas.
Estou feliz por você.
Bjs para você e sua família.

jessicabelem disse...

Vc lembra quando custou mais ou menos o monitoramento durante a cirurgia? eu tenho 15 anos, e trato a escoliose desde os 11 anos. E provavelmente eu vou ter que fazer cirurgia e não queria correr nenhum risco, se vc puder me informar o preço eu agradeço! :D

elisiel disse...

Olá Riselda, bom dia! Tenho 29 anos,e quando bebê,passei por uma intervenção cirurgica devido a uma pneumonia.Só que para minha infelicidade a cirurgia foi mal feita e causou sequelas( as minhas costelas atrofiaram,causando uma pequena escoliose. Sempre procurei por assunto a respeito e nunca tinha encontrado.Lendo o seu depoimento fiquei aliviado e vi uma luz no fundo do poço! Gostaria muito que se possivel passasse o email e o telefone do Dr Adriano.Meu email é: elisielpinhero@hotmail.com Desde já agradeço e fica com Deus! Att: Elisiel Dantas

blu disse...

Por favor, tenho escoliose e o RPG não adiantou nada, tenho dores fortes e quero passar com um profissional de confiança para me informar sobre essa cirurgia. Pode passar o contato do Dr. Adriano?

alexandre.skw@gmail.com

Obrigado.

Riselda Morais disse...

Olá Jéssica

Quando minha filha fez estava custando R4 3.000,00 dois anos depois uma amiga de outro Estado que veio fazer a cirurgia aqui pagou R$ 5.000,00, hoje eu não sei te informar ao certo o custo, mas varia conforme o Estado, cidade e equipe de monitoremento.

Riselda Morais disse...

Olá Elisiel

Já enviei.
Bjs e boa sorte
Mantenha-me informada sobre a evolução do seu quadro.

Riselda Morais disse...

Olá Blu

Já enviei

Bjs e boa sorte

Isa Carolina disse...

Oi Riselda,
Você poderia me passar email e telefone pra contato do Dr. Adriano? Gostaria muito de saber se ele poderia operar meu caso de escoliose. Segue meu email abaixo. Obrigada.
isacsmoon@hotmail.com

MayaraCunhaa◘ disse...

Riselda, fiquei muito feliz em ler essa postagem e gostaria de uma favor o telefone e enderenço do Dr Adriano o nome do consultorio (qualquer coisa) sou de são luis - Maranhão e não encontrei nada por aki. o unico hospital que realiza esse tipo de cirurgia me despachou ,me chamo Mayara Cunha e também preciso de uma cirurgia de escoliose, talvez um pouco mais complexa que a da sua filha. Todos aki já desistiram e estou correndo atrás disso sozinha, tenho 20 anos e me despero com esse problema qe tenuo desde os 13 anos.

Meu e-mail é: mayara_disas@hotmail.com
Por Favor URGENTE! :(


OBRIGAA, MUITA PAZ E SAUDE PRA VC E TODA A SUA FAMILIA

MayaraCunhaa◘ disse...

tentei ver as fotos e não conseguiii!

Riselda Morais disse...

Olá Isa
Enviei os telefones do Dr Adriano, Ortopedista Cirurgiao de Coluna e do Dr Ricardo Ferreia que faz o monitoramento da cirurgia.
Beijos e boa sorte!

Riselda Morais disse...

Olá Mayara

Enviei os telefones do Dr Adriano, Ortopedista Cirurgiao de Coluna e do Dr Ricardo Ferreia que faz o monitoramento da cirurgia.
Para ver as fotos você precisar ter orkut, estar entre meus amigos e clicar o album Cirugia de Correção de Escoliose da Gabriela.

Beijos e boa sorte!

Leandra Sousa disse...

Oi pessoal. Meu nome é Leandra tenho 15 anos e vou passar por uma cirurgia de escoliose vou confesar estou com muito medo, me interno no domingo 12/05/2012 e talvéz alpero na segunda 13/05/2012 pessoal me desejem boa sorte graças a Riselda Morais tive forças pra fazer a cirurgia li a historia da filha dela, me emocionei muito chorei muito pelo falo dela dizer em palavras tão lindas tudo oque aconterceu com a filha dela Parabéns pela confiança e pela força que vc teve, tento ter a mesma mas é impossivel choro só de pensar no que pode acontercer mas é assim tenho fé em Deus que tudo vai dar certo!

Riselda Morais disse...

Olá Leandra

Estamos aqui torcendo por você, confiante que vai dar tudo certo, Deus é contigo. Assim que puder passe aqui para nos dizer como está. Força querida, logo estará agradecendo a Deus por ter te dado essa coragem. Um grande beijo e muita sorte durante a cirurgia em todos os dias de tua vida, que será longa e feliz.

Láàh disse...

Olá, meu nome é Laila tenho 13 anos de idade, em dezembro do ano passado descobri que tinha escoliose, e que teria que passar por uma cirurgia igual a de sua filha Gabriela, hoje fui ao ortopedista e ele me disse que a cirurgia será realizada, no dia 18/07/2012. Ele me pediu para pesquisar sobre o assunto, para saber mais como é a recuperação e tudo mais, fiquei muito mais aliviada, quando li o seu blog, e estou mais confiante com esta cirurgia, desejo os parabéns a sua filha, que concordou em realizar a cirurgia e digo que ela é uma guerreira.
Sucessos, e muitas bençãos a você, sua filha e a toda sua família.

Unknown disse...

Olá Riselda, td bem? Estive um tempo fora, pq o médico da minha filha disse pra eu pensar e que realmente tinha que fazer a correção. O nome dele é Juliano Lhamby, de São Paulo. O médico é tão preciso no que ele diz que chega a passar uma confiança imensa. Para ele parece uma coisa simples, para nós é angústia e desespero, embora tenhamos que ter pensamento positivo. Até fevereiro, ele disse que opera minha filha.
Queria te perguntar, como vai sua filha hoje, após algum tempo já de cirurgia? Tem dores? Leva uma vida normal? Resumindo, estamos com muito medo. Queremos que o tempo voe, querendo que o tempo páre. Esse é o nosso sentimento atual.
Força a todos que se encontram na mesma situação e muita saúde a sua filha.

Adriano.

Riselda Morais disse...

Olá Laah

Estaremos torcendo para que se recupere rápido e depois passa por aqui para nos dizer como está. Tenho certeza que dará tudo certo para você, assim como deu certo para todas as garotas que me contactaram e fizeram a cirurgia com sucesso. Obrigada e mantenha contato. Beijos e boa sorte!

Riselda Morais disse...

Olá Adriano

Entendo o conflito de sentimentos que estão vivendo, é realmente difícil. O médico fala como se fosse algo simples porque é o que ele faz diariamente, torna-se natural para ele, isso é ótimo, sinal que é experiente. Tenho certeza que dará tudo certo com o Juliano. Minha filha hoje é uma mulher linda, não sente dores além das normais que nós também sentimos quando ficamos muito tempo em pé ou sentados e sem fazer atividade física. Ela namora, faz estágio em escritório de advocacia durante o dia e faculdade de Direito a noite, vai a shoppings, cinema, é feliz como toda garota da idade dela, porém mais madura e responsável. Não se sente a vontade na praia, não gosta quando as pessoas ficam olhando e comentam sobre a cicatriz, mas há pessoas e pessoas não é mesmo? Acho que a cicatriz não é nada perto do que ela passou. Do mais tudo bem.
Beijos e boa sorte, mantenha contato.

Beyoncé disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Scharlotte Drawn disse...

Olá Riselda
Há algum tempo descobri que terei que fazer uma cirurgia para a correção, estou um tento abalada e com um pouco de medo, mas gostaria de saber quanto tempo sua filha ficou no hospital e quanto tempo durou a sua recuperação

Obrigada por ter postado essa experiencia de vida fiquei muito feliz e aliviada por saber que outras pessoas como eu passaram por tal situação.
Beijos!
Daniela(13 anos)

Riselda Morais disse...

Olá Daniela

Normal sentir-se assim querida. Minha filha ficou três dias no hospital, as primeiras 24 hs no Centro de Terapia Intensiva (isto é obrigatório para todos que fazem cirurgias importantes) e depois foi para o querto. No segundo dia caminhou pelo corredor do hospital e no terceiro dia teve alta. No começo sentia dificuldade para levantar sozinha porque foi tirado osso do quadril para fazer enxerto na coluna, eu a ajudava, um mês depois ela já voltou para a sala de aula. Outras garotas que conheço não tiveram essa dificuldade, ou a cirurgia foi menos, ou não teve que fazer enxerto, ou o organismo reagiu melho, varia de pessoa para pessoa, caso a coso e organismo para organismo. Beijos, boa sorte e dê noticias sempre.

Leonir Oliveira Pereira disse...

Olá!
Estou com 43 graus me preparando p fazer a cirurgia..
confesso que estou um pouco com medo...
gostaria muito de ver as fotos de recuperação da sua filha! podes me adicionar no orkut?

http://www.orkut.com.br/Main?tab=w0#Profile?uid=12888453460893656567

abraços!!

Riselda Morais disse...

Olá Leonir.
Está add.

Boa sorte e volte aqui para nos contar como está após a cirurgia.

Aline Sviatowski disse...

Sou Aline e tenho 18 anos, esse blog me ajudou muito, pois sexta-feira fui ao ortopedista somente porque meu namorado me fez prometer que eu iria. Desde 2006 eu não fui mais ao ortopedista, pois para minha mãe é loucura fazer uma cirurgia de tal porte e isso me deixou com um trauma muito grande de cirurgias, então todos resolveram viver fingindo que nada está errado, na época eu estava com 48º de desvio e agora o médico falou que ao menos há 50 graus (na sexta fiz o raio x e amanhã buscarei o exame). O médico muito me assustou, foi realista, falou que o progresso do desvio traz muitas deformidades, enfim, muito me desesperou, pois eu nunca achei que poderia ser tão grave. Nesse final de semana estou meio atordoada tentando me acostumar com a ideia de que não há saidas para mim, somente a cirurgia. Algo que eu notei no seu relato foi a confiança que o médico passou a vocês duas. Isso eu precisarei ter, pois tenho muito medo. Afinal, tenho 18 anos, trabalho e sou estudante de Direito, enfrentar uma cirurgia agora é perturbador. Eu gostaria de pedir algum e-mail para contato com o médico que cuidou da sua filha, para esclarecimentos, para tirar algumas dúvidas, pois são tantas! E o medo, que me paralisa, faz meu coração acelerar e minha respiração ofegar. Não durmo direito desde sexta-feira. Eu sei que devo ter fé em Deus, mas no primeiro momento de desespero, além de buscar a fé, acho que devo buscar o esclarecimento. Ficaria muito grata se você pudesse me passar algum contato.

Riselda Morais disse...

Olá Aline

Sim, a confiança no médico é tudo. Sou a favor da cirurgia antes que a rotação na coluna faça as costelas pressionar órgãos como pulmão e coração, além disso, quanto mais cedo fizer a cirurgia melhor, porque temos mais flexibilidade muscular enquanto jovens. Tenho contato com muitas garotas que realizaram a cirurgia de correção e nenhuma ficou paralitica ou teve grandes complicações.

Envie um e-mail para riseldamorais@terra.com.br com o título contato do Dr. Adriano e enviarei todos.

Bjs

Riselda Morais

adriano de souza silva disse...

Riselda, sou Adriano, te escrevi a uns tempos atras. Minha filha, agora com 18 anos, está prestes a operar. O médico quer fazer a cirurgia por uma técnica minimamente invasiva, onde, não há um corte nas costas, apenas furos, onde vão os parafusos. Percutânea, onde a recuperação pós cirurgica é mais rápida. Tem um menor sangramento.
Essa semana deve sair a guia do convênio. Estamos muito apreensivos e tristes com tudo isso.
Fé em Deus em primeiro lugar e que a partir Dele, as mãos do médico sejam iluminadas.

Quando marcar o dia falo a você, pedindo sua oração junto com a gente.

Obrigado pelo espaço em seu blog.

Adriano
De Santo André

Riselda Morais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Riselda Morais disse...

Olá Adriano

Fazer a cirurgia com uma técnica minimamente invasiva é ótimo. Tenha fé, vai dar tudo certo, verá que depois da cirurgia cada dia é melhor que o anterior, a gente volta a viver ao perceber a felicidade voltar a fazer parte do dia a dia da família. Sim, aguardo seu contato.
Desde já, boa sorte.

Riselda Morais disse...

Olá Adriano

Fazer a cirurgia com uma técnica minimamento invasiva é ótimo. Tenha fé, vai dar tudo certo, verá que depois da cirurgia cada dia é melhor que outro, a gente volta a viver ao perceber a felicidade voltar a fazer parte do dia a dia da família. Sim, aguardo seu contato.
Desde já, boa sorte.

Jovana Gomes disse...

por favor me ajuda,,me passa o endereço desse medico!!!!

Riselda Morais disse...

Olá Jovana

Envia um e-mail para riseldamorais@terra.com.br que te envio os contatos do Dr. Adriano.

Abs;

Riselda Morais