Traduzir

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Eleições: como escolher bem seu candidato

Riselda Morais


A hora de mudar é agora, na tomada de decisão.  Sempre há alguém reclamando do mal atendimento nos  hospitais públicos, falta de qualidade na educação, falta de creches,  falta de qualidade no transporte público, leis falhas,  entre outras, enquanto há políticos envolvidos  em escândalos,  com corrupção, causando grande prejuízo para a sociedade e para os cofres públicos. Há  quem acredite que votar em branco ou nulo é a melhor forma de mudar este quadro na política brasileira, mas não concordo. O eleitor  pode anular seu voto,  tem direito a fazê-lo, mas ao votar nulo  estará apenas protestando contra o sistemas eleitoral, partidário, contra  as instituições e se votar branco estará mostrando ao sistema que está infeliz com as opções apresentadas pelos partidos, mas, não estará lutando para mudar nada e nem entregando o poder em mãos que acredite poder melhorar o sistema político, tão pouco, o sistema de saúde, educacional, de transporte e moradia.
Ao escolher um candidato conscientemente, o eleitor está escolhendo um procurador, em seu nome, para exercer um mandato, logo deve escolher um que esteja sintonizado com seus pensamentos, idéias e valores, alguém  que conheça as necessidades da comunidade, possa administrar com seriedade, dedicação e depois preste contas de seu trabalho.
Esperamos do candidato em quem votamos, capacidade administrativa, conhecimento de assuntos da cidade, capacidade de criar boas leis, liderança política, tomada de decisão e principalmente fidelidade ao seu povo, que poderá ser percebida em seu programa de governo.  
No dia 07 de outubro, das 8 hs as 17 hs, estaremos escolhendo os candidatos a vereadores e o prefeito que comandará a cidade por 4 anos, precisamos escolher pessoas com uma vida política sadia, honesta, transparente, sem manchas, porque é o poder municipal que está mais próximo do povo e que o atinge mais diretamente.  É importante, antes de escolher o candidato, conhecer sua história, seu passado, pesquisar na internet, com amigos e principalmente lembrar se é corrupto, se responde a processos por improbidade administrativa; observar se fala mentiras durante a campanha; observar as promessas se são possíveis de ser  cumpridas; observar seu posicionamento durante exercício em cargo eletivo (prefeito, vereador, deputado, senador); observar se o candidato expõe seu plano de governo ou usa seu tempo para atacar o adversário político, este comportamento mostra falta de respeito com o eleitor, que não está interessado em ataques e sim, em propostas governamentais e que o tal candidato, ataca para esconder os próprios defeitos;  se para prefeito é importante conhecer o  candidato a vice prefeito, pois  estará elegendo-o solidariamente, ele poderá assumir como prefeito; não se influenciar por pesquisas,  seu voto tem o poder de mudar posições;  jamais vote em alguém que tente comprar seu voto, ou queira-o em troca de favores, isto mostra desonestidade, é crime; não dê seu voto a candidato que emporcalha a cidade com papéis.  
Valorize seu voto, escolha o candidato que sai em defesa dos menos favorecidos, seu voto tem o poder de mudar tudo que lhe deixa insatisfeito e de fazer com que seu dinheiro, os impostos que você paga, volte em forma de bons serviços, bons hospitais, boas escolas, creches, transporte público de qualidade, entre outros benefícios. 
Fiscalize o mandato de seu candidato, cobre ações, não seja conivente com atos ilícitos, não reeleja candidatos ruins.
Agora é a hora de você   observar se há crianças submetidas a miséria, subnutridas, fome, injusta distribuição da riqueza, salários não pagos, crianças abandonadas e prostituídas, drogas, professores mal pagos, hospitais ruins, má qualidade no transporte. 
Eleja representantes com formação moral que defendam os direitos do cidadão, façam valer os impostos pagos e não implantem a cultura da riqueza ilícita a custa da miséria do povo.

POESIA

O Candidato e o Eleitor - Riselda Morais

Na política brasileira
Tem acontecido de tudo
O candidato que fala asneira
Ouço, mas não me iludo

Se o político fizesse
Tudo que tem prometido
O povo se uniria em prece
Estaria agradecido

O eleitor está cansado
De tantas falsas promessas
Traído e enganado
Por mentiras tão diversas

Não me iludo candidato
Por que voto com consciência
Do contrário pago o pato
Por não votar com decência

Sua decência é encontrada
Em intenções e projetos
mas não venha com promessas
Apenas torne-os concretos

Não prometa candidato
O que não pode cumprir
Ou não passará de um rato
Vai ganhar e vai sumir

Siga os seus ideais
E encontre a solução
Para os problemas reais
Que atinge a população

Votar é um dever
Direito do cidadão
Que poderá eleger
Com o poder que tem à mão

O poder vem emanar
Através da eleição
Não tente se isentar
Chega de enganação
 

Seja um bom representante
Tenha garra e honestidade
Trave uma luta constante
Em favor desta cidade!

Nenhum comentário: