Traduzir

Pesquisar

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Comportamento: aprenda a interpretar certas atitudes das pessoas ao seu redor


O comportamento humano é cheio de nuances e não é padronizado, mas é possível interpretar algumas atitudes.
A pessoa que age de um jeito arrogante:
É o tipo que não te olha nos olhos, mantém um certo ar de tédio quando participa de uma conversa, não interage em locais lotados. Segundo o psicólogo Ailton Amélio a pessoa que parece arrogante pode ser apenas tímida, já que os tímidos muitas vezes parecem orgulhosos e distantes.
Pessoa que tenta ser engraçada demais:
É o tipo mais comum nas salas de aula, trabalhos, nos bares. Sempre se esforça em fazer alguém rir, não importa a situação. Apesar de parecerem sempre de bom humor, os eternos engraçados podem sentir insegurança, segundo a psicóloga Madalena Ramos, são pessoas que precisam se doar para serem aceitas, porque acham que as pessoas não vão gostar delas naturalmente. Já o psicólogo Cláudio Picazio explica que a pessoa tem medo de não ter um atributo e tenta chamar a atenção compensando com outra coisa.
Pessoa que se preocupa demais com a opinião dos outros:
São pessoas vistas como indecisas, sempre perguntam aos outros o que devem fazer, são preocupadas com a aparência, precisam estar sempre na moda. Na verdade falta autocritica. Segundo a psicóloga Lúcia Rosenberg essa pessoa aprendeu que não é boa o suficiente.
Pessoa que quer agradar sempre:
Pode-se contar com ela para tudo, mas o ato de altruísmo pode ser na verdade uma vaidade sem limites. Segundo o psiquiatra Alfredo Simonetti, a generosidade não existe para este tipo de pessoa. Aparentemente são pessoas muito legais de relacionamento fácil, mas por trás, são pessoas narcisistas e vaidosas ao extremo. Acham que vão conseguir ser amadas por todos.
Pessoa egoísta: Não abrem mão de nada, não sabem dividir nada, têm ciúmes de Deus e do mundo, é cada um por si. São pessoas com autocritica muito severa e têm medo de serem lesadas. Nos relacionamentos não querem fazer papel de ingênuas, se autoprotegem demais.
Pessoa perfeccionista: São organizadas, exigentes com as pessoas a sua volta. Pode ter problemas na vida pessoal. Segundo Claúdio Picazio, a gente projeta para fora o que está dentro de nós. Essa pessoa tem a fantasia que consegue controlar tudo, ela acha que arrumando tudo na parte exterior também ajeitará por dentro.
Pessoa que não sabe agradecer:
Você pode fazer tudo por ela, mas ela não te dá nem um obrigadinha discreto. Segundo a psicóloga Magdalena esse comportamento é o orgulho. Essa pessoa sente-se diminuida quando precisa falar obrigada ou perdão, isto significa aceitar um erro ou uma necessidade de ajuda. Para essa pessoa, agradecer ou se desculpar é uma forma de mostrar uma fraqueza ou um erro cometido.
Pessoa que sempre quer dar a última palavra:
Em uma discussão a palavra final e definitiva é sempre dela, tema da conversa, quando começa a falar e quando termina. Pessoas teimosas são controladoras e inseguras, por isto, impõem idéias ao invés de discutí-las. Segundo Dra. Lúcia a pessoa fica mais segura quando impõe um assunto, assim ela fica com a idéia, com a razão, com a última palavra, contudo, por pura insegurança.
Pessoa que continua atrás do ex ou da ex: O relacionamento terminou mas ela quer saber tudo da vida do ex, através de amigos, pela internet ou da própria pessoa. Segundo Dr. Claudio, quando nos relacionamos, colocamos nosso amor e afeto na outra pessoa, assim, quando termina queremos saber o que foi feito com o amor que demos, e quando a outra pessoa vai embora, não sabemos para quem vamos dar o amor, fica a sensação de vazio e curiosidade para saber o que foi feito do amor.
Pessoa que quer saber tudo do passado da outra:
Quer saber tudo do passado da pessoa com quem namora, os mínimos detalhes, faz perguntas e comparações, não dá sossego. Tal ato é explicado pela ilusão do amor exclusivo, a idéia de que a pessoa precisa ser o único amor na vida da outra. Segundo Dr. Alfredo é difícil para essa pessoa suportar a idéia de que o ou a atual amou outra pessoa, mesmo que tenha sido no passado.
Pessoa que explica demais como é: Acaba-se de conhecer e ela já diz - sou assim, gosto de tal coisa, detesto tal coisa e expõe toda sua personalidade.
É a atitude de uma pessoa insegura e ansiosa demais. Segundo Dra Magdalena quem explica demais é uma pessoa que não consegue esperar que a relação se construa naturalmente, precisa se antecipar aos acontecimentos, há aspecto de proteção, uma barreira que ela coloca ao contar sobre si.
Pessoa que tem sempre uma história melhor:
Com esta pessoa tudo acontece de forma mais intensa, fantástica, sua história é sempre arrasadora. Além de boa narradora ela sofre um imenso complexo de inferioridade e para se sentir gostada precisa se mostrar melhor, precisam provar que são perfeitas a todo momento.
Pessoa que sente-se culpada por tudo ou acha que tudo dá errado: Acha que é culpada de tudo e que tudo em sua vida dá errado, tal que a Hiena Hardy do desenho animado Lippy e Hardy (oh céu, oh vida, oh azar...) trata-se de mania de perseguição ou vitimização egocêntrica. Segundo a Dra Magdalena, quem se comporta assim tem mania de perseguição em algum nível, manipula a visão do mundo, por não acreditar em seus próprios aspectos positivos se vitimiza, criticando-se ou pondo-se para baixo.
Pessoa que fala mal dos outros o tempo todo:
Fala mal do chefe, da segurança, dos filhos, da esposa, do marido, dos amigos e das amigas, ninguém escapa ao seu olhar crítico. Segundo Dr. Claudio quando a pessoa fala mal das qualidades alheias é um sinal claro de inveja; quando é sobre outros assuntos pode ser medo de reconhecer características que desgosta. Frequentemente as pessoas vêem seus próprios defeitos nas outras e isso incomoda.
Pessoa que dá a entender que tá a fim e depois pula fora:
É o tipo de pessoa que joga charme para todo mundo que encontra, mas quando se dá sinal de interesse ela passa a despistar. Segundo o psicólogo, uma pessoa que seduz sem parar e sem dar continuidade é uma sedutora compulsiva e tem o lado emocional infantilizado. Chama atenção mas não consegue dar nada em troca, quer ser amada mas não consegue amar ou ter um relacionamento de verdade.

Fumantes ingerem mais de 100 substâncias do cigarro

Fumar é um vício difícil de largar, dizem os fumantes. Há aqueles fumantes que sequer admitem que trata-se de um vício, mesmo quando já estão acendendo um cigarro na bituca do outro. Sabe-se que o cigarro provoca doenças como câncer, enfisema pulmonar, problemas cardíacos, prejudica a gravidez e o bebê, entre muitos outros problemas. Mas, será que o fumante sabe o que está ingerindo ou pensa apenas que traga aquela fumaça que o relaxa, lhe traz uma momentânea sensação de prazer depois de momentos de estresse do cotidiano? Sabe que o cigarro faz mal para a saúde e para o bolso?
Segundo o INCA, o total de fumantes no Brasil corresponde a 17,2% da população acima de 15 anos e, um casal de fumantes pode gastar até R$ 1.543,20 por ano no consumo do cigarro.
Um aparelho utilizado em laboratório, o cromatógrafo, identificou mais de 100 elementos químicos no cigarro, desde metais como o manganês e níquel que são usados na fabricação de pilhas e baterias, passando por combustíveis como o etanol, vários tipos de ácidos, naftalina e até o veneno contra insetos, a piridina que é uma parte da nicotina usada até em agrotóxicos, ela é a substância que causa a dependência do cigarro.
Segundo a análise, cada cigarro possui em média, um miligrama de nicotina, se esta quantidade fosse injetada diretamente no sangue de camundongos seria suficiente para matar dez ratos e em três maços de cigarro tem nicotina suficiente para matar uma pessoa se for injetada direto na veia, contêm 60 miligramas de nicotina.
Segundo o pneumologista Josias Cavalcante, a nicotina é o principal vilão do cigarro, ele explica que “Cada tragada dá um impacto no sangue e cada tragada que você dá as artérias se contraem, depois volta. Agora, multiplique isso por vinte cigarros por dia: são duzentos impactos. Multiplique por vinte anos de cigarro: vai dar 74 mil impactos”.
Outra substância nociva do cigarro é o monóxido de carbono, o mesmo gás que está na fumaça que sai do escapamento dos veículos está na fumaça do cigarro.
No pulmão, uma pessoa não fumante tem uma partícula por milhão, enquanto o fumante, durante a tragada, tem 55 partículas por milhão. O índice aceitável é em torno de 6 partículas por milhão. No sangue o monóxido de carbono toma o lugar do oxigênio, provocando falta de ar, cansaço, doença pulmonar obstrutiva crônica como a bronquite crônica e enfisema pulmonar, doenças cardiovasculares como angina, infarto e AVC - Acidentes Vasculares Cerebrais.
Segundo dados da Pesquisa Especial de Tabagismo (PETab), preparada pelo INCA (Instituto Nacional de Câncer), o total de fumantes no Brasil corresponde a 17,2% da população acima dos 15 anos. Os percentuais de fumantes são maiores entre os homens (21,6%), entre as pessoas de 45 a 64 anos (22,7%), entre os moradores da região Sul (19%), os que vivem em área rural (20,4%), os menos escolarizados (25,7%) e os de menor renda (23,1%).
Dados da PETab revelaram que uma família composta por um casal de fumantes, entre 45 e 64 anos, residente em uma cidade do Sudeste do país gasta, por mês, R$ 128,60 somente com a compra de cigarros. Por ano, a despesa chega a R$ 1.543,20.
Métodos para parar de fumar segundo o INCA:
- Parada imediata
Você marca uma data e nesse dia não fumará mais nenhum cigarro. Esta deve ser sempre sua primeira opção.
- Parada gradual (2 métodos)
Você pode reduzir o número de cigarros. Por exemplo: um fumante de 30 cigarros por dia, no primeiro dia fuma os 30 cigarros usuais; no segundo, 25; no terceiro, 20; no quarto, 15; no quinto, 10; no sexto, 5. O sétimo dia seria a data para deixar de fumar e o primeiro dia sem cigarros.
Outra forma é retardando a hora do primeiro cigarro. Por exemplo: no primeiro dia você começa a fumar às 9h; no segundo, às 11h; no terceiro, às 13h; no quarto, às 15h; no quinto, às 17h; no sexto, às 19h. No 7º dia seria a data para deixar de fumar e o 1º dia sem cigarros.
A estratégia gradual não deve gastar mais de duas semanas para ser colocada em prática, pois pode se tornar uma forma de adiar, e não de parar de fumar. O mais importante é marcar uma data alvo para que seja seu 1º dia de ex fumante. Lembre-se que fumar cigarros de baixos teores não é uma boa alternativa. Todos os tipos de derivados do tabaco (cigarros, charutos, cachimbos, cigarros de Bali, etc) fazem mal à saúde.

Integradas, UBS e AMA de Vila Silvia em Cangaiba são inauguradas




O bairro de Vila Silvia, em Cangaiba, na Zona Leste de São Paulo, ganhou nesta sexta-feira (24) uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e uma Assistência Médica Ambulatorial (AMA). Inaugurados pelo prefeito Gilberto Kassab, os equipamentos serão referências para uma população de aproximadamente 35 mil pessoas. Os dois serviços, juntos, terão capacidade para realizar cerca de 9 mil consultas médicas por mês. “É um benefício extraordinário para a região. Esse equipamento não foi reformado ou recuperado: ele é novo. Esse terreno foi cedido pela CDHU em 2002. Quando estivemos aqui em 2005 tomamos essa providência (a construção da UBS e da AMA). Trouxemos um parceiro (a organização social Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo - Seconci), que construiu o imóvel e hoje estamos abrindo para o público um serviço de grande porte”, afirmou Kassab.Na UBS, o prefeito conheceu os consultórios de psiquiatria, odontologia, pediatria, clínica geral e ginecologia, além dos espaços destinados à vacinação, ultrassonografia e farmácia. Na AMA, o chefe do Executivo Municipal vistoriou as instalações para radiografia, regulação, salas de observação para adultos e crianças, consultórios de pediatria e clínica geral, além de espaços para recepção, medicação, curativo, inalação e emergência.O fato da UBS e da AMA de Vila Silvia serem integradas também foi citado por Kassab. “O foco de atuação da AMA é justamente o atendimento primário, para que as pessoas não precisem ir a um pronto-socorro ou a um hospital para casos que não sejam graves. A UBS já faz a parte do acompanhamento. São ações distintas, mas complementares. Como estão próximas, a população acaba ganhando na qualidade do serviço prestado”.O secretário municipal de Saúde, Januário Montone, acompanhou o prefeito na inauguração da 116ª AMA e 439ª UBS da gestão - iniciada em 2005. Para ele, as unidades da Vila Silvia têm diferenciais importantes. “Esse conjunto é especial porque também conta com um destacado atendimento odontológico e com um serviço voltado à psiquiatria. Com isso, teremos um ganho imediato para toda a região e para a cidade”.Perfil da UBS/AMA Vila Silvia. A nova UBS/AMA Vila Silvia contará com um psiquiatra e um psicólogo, além de clínico geral, pediatra e ginecologista. O serviço dispõe de seis dentistas e quatro auxiliares de cirurgiões-dentistas. Os equipamentos de saúde disponibilizarão também exames de diagnóstico por imagem, como ultrassonografia e raio-x. Para a construção e compra de mobiliário das unidades, foram investidos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) mais de R$ 2 milhões (R$ 2.028.912,28).Com a inauguração, a região da subprefeitura da Penha (onde está situada a Vila Silvia) passa a contar com 39 serviços de saúde - entre AMAs, UBS, CAPS, Centro de Especialidade Odontológica (CEO), Núcleo Integrado de Reabilitação (NIR), Núcleo Integrado de Saúde Auditiva (NISA) e CECCOs. A nova UBS funcionará de segunda à sexta-feira, das 7 às 19 horas, enquanto a AMA atenderá a população de segunda à sábado, também das 7 às 19 horas. O centro de saúde está localizado na Rua Belém Santos, 222, na Vila Silvia.

Sal: O grande vilão da Dieta, conheça os efeitos que ele causa no corpo

O sal é um dos maiores inimigos da sua dieta. Além de reter muito líquido no nosso organismo, o mínimo que ele pode fazer é elevar a pressão arterial, trazendo diversas complicações à saúde. Por isso, na hora do seu consumo, a palavra “moderação” é essencial. Confira algumas dicas que ajudam a reduzir o sal na sua alimentação:
- Na hora de preparar a comida, coloque o mínimo de sal possível e dê sabor ao prato com temperos naturais como salsinha, cebola, orégano, hortelã, limão, vinagre, alho, manjericão, coentro e cominho;
- Se você consome alimentos já prontos, mesmo que sinta a falta do sal, não o coloque no prato. Estes produtos já possuem muitos conservantes e o excesso de sal poderá se transformar em uma bomba dentro do seu organismo;
- Evite comer alimentos em conserva como picles, azeitona, aspargo, patês, palmito, enlatados como extrato de tomate, milho, ervilha e maioneses prontas. Prefira alimentos in natura;
- As carnes salgadas como bacalhau, charque, carne seca e defumados não devem fazer parte da sua rotina;
- Elimine do cardápio as sopas prontas de pacote e temperos prontos, pois eles contêm uma grande quantidade de sal;
- Quanto aos queijos, substitua os duros e amarelos pelos queijos brancos, tofu ou ricota sem sal;
- Evite condimentos e, na hora do aperitivo, prefira pastinhas preparadas por você a salgadinhos.
Temperos naturais que podem ser usados no lugar do sal para dar mais sabor a comida:
Orégano: Indicado contra azia, enjôos e flatulência
Hortelã: Possui vitaminas A, C e do complexo B, além de cálcio, fósforo, ferro e potássio. No chá, funciona como diurético digestivo contra dores de estômago
Alecrim: Atua como digestivo e diurético.
Gengibre: Possui propriedades analgésicas e anti-inflamatórias e auxilia na digestão e no tratamento de enjôos na gestação
Alho: Auxilia na melhora do sistema imunológico, reduz o colesterol ruim (LDL), aumenta o colesterol bom (HDL) e previne contra o câncer.
Cebolinha: Possui ferro e vitamina A (boa para olhos e pele) e C, que reforça a resistência contra gripes e resfriados.
Manjericão: Possui ação diurética
Tomilho: É digestivo, vermífugo e estimulante.
Uma maneira prática de saber se há ingestão em excesso de sal é verificar quanto tempo dura um pacote de 1 quilo da substância. Numa casa com quatro pessoas comendo 6 gramas por dia, ele deve durar mais de 1 mês. Pessoas com insuficiência cardíaca ou renal, assim como as mais sensíveis ao sal, caso de idosos, devem consumir uma quantidade menor. Mas a exclusão total de sal na dieta pode aumentar o colesterol ruim e o nível de triglicérides (tipo de gordura).
Segundo pesquisas da FMUSP sal em excesso pode provocar o crescimento na quantidade de angiotensina (molécula responsável pela pressão arterial e pela regulação da excreção renal de sódio) no organismo. Já se sabia que o consumo elevado da substância estava associado ao aumento da pressão, das chances de AVC e de insuficiência renal. Porém, foi verificado que ele também se associa ao crescimento anormal do músculo cardíaco, promovendo redução na circulação sanguínea do miocárdio (músculo responsável pela contração do coração), podendo, com isso, comprometer a função do coração.
Por outro lado, as pessoas que realizam uma dieta com menos sal e mais frutas e vegetais têm redução quase duas vezes maior da pressão arterial. Consumir mais de 6 gramas de sal por dia faz com que o corpo retenha mais líquido e modifique a reatividade dos vasos, aumentando a pressão em hipertensos e fazendo com que a população tenha mais chance de tornar-se hipertensa.
Produtos campeões de sódio com os quais deve-se tomar muito cuidado, o problema é que a legislação brasileira permite que, para criar o rótulo, empresas utilizem a média de sódio existente na composição do alimento em vez de usar a dosagem exata naquela fabricação. Aqui destacam-se alguns dos alimentos com maior índice de sódio citados na Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (Taco), realizada pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas em alimentação (Nepa) e pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
Cada 100 gramas de:
Caldo de galinha em tablete (em gramas) 22,3
Fermento em pó químico (em gramas) 10
Shoyu (em gramas) 5
Carne bovina, seca, cozida (em gramas) 1,9
Queijo parmesão (em gramas) 1,8
Azeitona preta em conserva (em gramas) 1,6
Macarrão instantâneo (em gramas) 1,5
Lingüiça de porco grelhada (em gramas) 1,4
Hambúrguer bovino frito (em gramas) 1,2
Pastel (massa frita) (em gramas) 1,2
Veja os efeitos no corpo causados por excesso de sódio.
Pulmões: Em jovens que consomem muito sal, o oxigênio tem mais dificuldade em passar dos pulmões para a corrente sanguínea, afetando a respiração, segundo estudo da Universidade de Indiana, nos EUA.
Olhos: Comer mais do que 6 gramas de sal por dia pode acelerar o aparecimento da catarata em até 53%, segundo estudo publicado em 2007 no periódico “American Journal of Epidemology”
Cérebro: Excesso de sal pode levar à hipertensão, uma das principais causas de AVC
Coração: Uma pesquisa da USP aponta que sal em excesso pode aumentar o tamanho do coração.
Barriga: Consumir mais sal faz com que, indiretamente, as pessoas bebam mais líquidos, inclusive refrigerantes e refrescos adoçados com açúcar, o que colabora para o aumento de peso.
Estômago: Pesquisadores da Universidade de Maryland, acreditam que o sal induz a atividade da bactéria causadora da úlcera gástrica
Rins: Segundo o nefrologista Décio Mion, indiretamente o sal em excesso pode estar relacionado com a hipertensão, problema que aumenta as chances de desenvolver doenças renais.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Comemorações do Dia da Independência

Por: Riselda Morais







Nem a chuva, nem o frio impediram que cerca de 15 mil pessoas acompanhassem o Desfile Cívico de 7 de Setembro. A parada teve início às 10hs com a marcha dos oficiais da reserva do Exército e da Polícia Militar.
O show aéreo não foi apresentado devido ao mal tempo, a falta de visibilidade impediu que a Aeronáutica realizasse os vôos.
O desfile dos oficiais do Exército e da Polícia Militar foi seguido pela apresentação dos alunos da rede pública de ensino que também desfilaram pela pista do Anhembi. Na sequência foi a vez dos militares, puxados pelos cadetes da Marinha, que levaram uma embarcação para o sambódromo paulistano. Tropas do Exército Brasileiro também desfilaram pelo Anhembi. Liderada pela Tropa de Choque, a Polícia Militar do Estado de São Paulo animou a plateia com o desfile de cavalaria, dos cães e das viaturas antigas da PM.
Mais de 8 mil pessoas desfilaram na parada oficial de 7 de Setembro, que contou com a presença de contingentes da Marinha, Exército, Força Aérea, Polícia Federal, polícias Militar, Civil e Científica do Estado de São Paulo, além da Guarda Civil Metropolitana. Apresentaram-se também alunos de diversas escolas municipais e estaduais e o Regimento de Cavalaria da PM de São Paulo.